24°
Máx
17°
Min

David Luiz se diz um 'cara de sorte' por volta ao Chelsea e mira 1º título inglês

(Foto: Rafael Ribeiro/ CBF) - David Luiz se diz um 'cara de sorte' por volta ao Chelsea
(Foto: Rafael Ribeiro/ CBF)

Contratado pelo Chelsea na última janela de transferências do futebol europeu, David Luiz está de volta ao clube no qual se destacou entre 2011 e 2014, antes de ir para o Paris Saint-Germain. Novamente no futebol inglês, o zagueiro espera iniciar uma nova passagem de sucesso pela equipe, depois de fazer dupla de zaga com Thiago Silva no time francês e reeditar a parceira que formava com o companheiro na seleção brasileira.

Em entrevista ao site oficial do Chelsea, publicada nesta quarta-feira, David Luiz se definiu como "um cara de sorte" por ter novamente a chance de atuar por este gigante do futebol inglês. "Eu tive a oportunidade de jogar na Europa em clubes maravilhosos. Eu tive um ótimo relacionamento com o Benfica, um ótimo relacionamento aqui e um grande relacionamento com o PSG", disse o jogador, enfatizando também que a decisão de retornar ao Chelsea foi sua e não pelo interesse do próprio PSG em negociá-lo.

"Eu realmente queria voltar porque eu passei um tempo maravilhoso aqui. Eu gostava de estar aqui e é por isso que eu queria voltar", destacou David Luiz, lembrando também que ainda não conseguiu conquistar o título do Campeonato Inglês, fato que serve como grande motivação para ele neste seu retorno a Londres.

"Entre outros troféus, eu venci a Liga dos Campeões aqui e campeonatos nacionais em Portugal e na França, mas não a Premier League. Chegou a hora de conquistá-la. E espero que seja neste ano (nesta temporada europeia). Estou trabalhando duro para isso e esse é nosso objetivo. Não poderemos lutar pelo título da Liga dos Campeões agora, então com certeza vamos lutar para ganhar a Premier League e as outras duas copas (da Inglaterra e da Liga Inglesa)", projetou.

CURINGA - Para poder voltar a brilhar com a camisa do Chelsea, David Luiz também disse estar disposto a atuar em qualquer posição que o técnico Antonio Conte desejar. Ele está acostumado a jogar de volante e sempre foi um jogador que nunca teve de medo de ir ao ataque, embora muitas vezes essa ousadia tenha lhe custado caro por causa dos espaços que deixava no setor defensivo, assim como já recebeu muitas críticas por causa de suas deficiência como zagueiro.

"Eu comecei a minha carreira jogando como zagueiro central com o Vitória no Brasil, mas, não importa em que posição jogue, eu quero ajudar o time. O Conte é um maravilhoso técnico, ele sabe muito de coisas táticas e eu sei que ele escolherá a melhor formação a cada jogo. Então, se ele precisar que eu jogue como 3, 4 ou 2, isso não importa, estou aqui para jogar onde ele quiser. Estou disponível para diferentes posições", enfatizou.

Convocado com frequência para a seleção brasileira, David Luiz ficou fora da primeira lista anunciada pelo técnico Tite à frente do time nacional. O treinador optou por chamar Marquinhos, seu ex-companheiro de PSG, além de Miranda (Inter de Milão), Gil (Shandong Luneng) e Rodrigo Caio (São Paulo) como zagueiros para os confrontos diante de Equador e Colômbia pelas Eliminatórias da Copa de 2018.

Marquinhos e Miranda foram titulares nestes dois duelos, e embora o primeiro deles tenha marcado um gol contra no jogo contra os colombianos na última terça-feira, em Manaus, o Brasil ganhou as duas partidas e a dupla foi bem nos dois confrontos. Agora, de volta ao Chelsea, David Luiz começará a lutar para reconquistar o seu espaço na seleção e provar a Tite que ainda pode vestir a camisa nacional.