22°
Máx
17°
Min

De Cianorte, goleiro Danilo estava em avião que caiu na Colômbia com time da Chapecoense

Jogador iniciou carreira no time de Cianorte (Foto: Chapecoense) - De Cianorte, goleiro Danilo estava em avião que caiu na Colômbia
Jogador iniciou carreira no time de Cianorte (Foto: Chapecoense)

A família de Marcos Danilo Padilha, goleiro titular da Chapecoense, aguarda notícias oficiais sobre o desastre aéreo ocorrido no início da madrugada desta terça-feira (29), próximo ao aeroporto de Medellin, na Colômbia, cidade onde o time disputaria a final da Copa Sulamericana na quarta-feira (30).

O avião caiu e se chocou contra o chão em uma região montanhosa, de difícil acesso. A Rádio Caracol, emissora colombiana, confirmou 76 mortos no acidente, com apenas cinco sobreviventes, entre eles jogadores da Chapecoense. O goleiro Marcos Danilo Padilha, 31 anos, foi resgatado com vida, juntamente com o goleiro reserva Jackson Follmann, 24 anos, e o lateral Alan Ruschel, 27.

Surgiu a notícia de que Danilo não teria resistido aos ferimentos, mas depois uma nova informação deu conta de que ele estaria vivo, mas em estado crítico. Moradora de Cianorte, a mãe do atleta, Laide Celine, postou em sua página no Facebook uma mensagem de apoio ao filho. “Força, filho, Deus está contigo. Te amo, Danilo Padilha.”

Carreira

O goleiro iniciou a carreira como profissional no time de sua cidade, o Cianorte, o Leão do Vale do Ivaí, mas foi no Londrina que se destacou, indo em 2013 para a Chapecoense.

O time catarinense estava em uma temporada excepcional este ano, lutando por uma vaga na Libertadores no Brasileirão e disputando a final da Sulamericana. O acidente aéreo deixou em choque o esporte brasileiro.