21°
Máx
17°
Min

Defesas brilham e Alemanha fica no empate com a Polônia na Eurocopa

(Foto: Divulgação/PZPN) - Defesas brilham e Alemanha fica no empate com a Polônia na Eurocopa
(Foto: Divulgação/PZPN)

Em jogo marcado pela forte marcação, Alemanha e Polônia não passaram do 0 a 0, nesta quinta-feira, no Stade de France, em Saint-Denis. Nem o polonês Robert Lewandowski e nem a dupla alemã formada por Thomas Müller e Mario Götze, todos do Bayern de Munique, foram páreo para as atentas zagas das duas seleções. Como consequência, a Eurocopa "ganhou" o seu primeiro empate sem gols.

O resultado deixou o Grupo C embolado. Alemães e poloneses dividem a ponta, ambos com quatro pontos. A Irlanda do Norte vem logo atrás, com três, após vencer a Ucrânia mais cedo. O time ucraniano segue sem pontuar na competição.

Apesar do favoritismo, não foi a Alemanha quem esteve mais perto da vitória. A Polônia, mesmo com menor posse de bola, criou as melhores oportunidades e só não levou a melhor por causa das grandes atuações de Boateng e Hummels, que voltou ao time após ser desfalque na estreia - Mustafi ficou no banco de reservas.

O JOGO - No duelo entre Lewandowski e seus companheiros do Bayern de Munique, que formam a base da seleção alemã, não teve gols e nenhuma chance clara de gol nos 90 minutos da segunda partida de Alemanha e Polônia nesta Eurocopa.

Após vitórias em suas estreias, as duas seleções fizeram um início de jogo de muita cautela. Com defesas atentas, os zagueiros tiveram forte superioridade sobre os atacantes e, como resultado, os torcedores tiveram poucos motivos para se empolgar no primeiro tempo.

A única boa chance da etapa aconteceu aos 15 minutos. Em uma vacilada da defesa polonesa, Müller roubou a bola e Kroos, vindo de trás, finalizou quase deitado, mandando rente à trave direita do goleiro Fabianski.

A torcida só voltou a levantar da cadeira quando o árbitro apitou o início do segundo tempo. Logo aos 22 segundos, a Polônia criou a melhor chance da partida até então. Em bela jogada, que começou com toque de letra de Kuba, Grosicki cruzou e Milik raspou de cabeça na pequena área, desperdiçando chance incrível.

A resposta alemã foi súbita. Poucos segundos depois, Kroos acionou Götze, que encheu o pé dentro da área e exigiu boa defesa do goleiro polonês. Em apenas um minuto, as duas equipes já haviam criado mais chances do que em todo o primeiro tempo.

Foi só prenúncio de uma etapa muito mais movimentada e cheia de oportunidades. A Polônia teve duas chances em sequência para decidir o jogo em menos de um minuto. Aos 12, Milik bateu falta rasteiro e assustou o goleiro Neuer. Em seguida, Lewandowski perdeu grande chance ao aproveitar bobeada alemã na zaga. Na hora de finalizar, o atacante foi bloqueado por Boateng.

Poucos minutos depois, aos 23, Milik desperdiçou outra oportunidade preciosa. Sem marcação, tinha tudo para acertar forte finalização da entrada da área. Porém, furou feio e irritou a torcida polonesa.

A Alemanha só respondeu depois que Joachim Löw fez duas mudanças importantes no setor ofensivo. Trocou Draxler pelo experiente Mario Gómez e colocou Schürrle na vaga de Götze, o herói do time na final da Copa do Mundo de 2014. E, aos 24, exibindo maior movimentação no ataque, o time alemão exigiu boa defesa de Fabianski em chute perigoso de Özil.

Daí em diante até o apito final, a Alemanha controlou o jogo, buscando o ataque, porém sem maior objetividade. O duelo se concentrou no meio-campo, com disputas mais ásperas, mas num espetáculo de melhor nível que o primeiro tempo, apesar da ausência de gols.

FICHA TÉCNICA:

ALEMANHA 0 x 0 POLÔNIA

ALEMANHA - Neuer; Höwedes, Jérôme Boateng, Hummels, Jonas Hector; Kroos, Khedira, Özil, Thomas Müller, Draxler (Mario Gómez); Mario Götze (Schürrle). Técnico: Joachim Löw.

POLÔNIA - Fabianski; Piszczek, Glik, Pazdan, Jedrzejczyk; Krychowiak, Maczynski (Jodlowiec), Blaszczykowski (Kapustka), Grosicki (Peszko); Milik e Lewandowski. Técnico: Adam Nawalka.

CARTÕES AMARELOS - Khedira, Özil, Maczynski, Grosicki, Boateng, Peszko.

ÁRBITRO - Björn Kuipers (Holanda).

LOCAL - Stade de France, em Saint-Denis (França).