24°
Máx
17°
Min

Deivid diz que pressão no Cruzeiro é injusta: 'A desconfiança é pela idade'

Um dia após ser cobrado pela diretoria do Cruzeiro, o técnico Deivid reclamou da desconfiança do clube. Às vésperas do jogo da volta da semifinal do Campeonato Mineiro, o treinador afirmou que a contestação é injusta e se deve a sua idade e não ao resultado do trabalho realizado à frente do Cruzeiro.

"Eu tenho 72% de aproveitamento. Só perdi dois jogos no ano", disse Deivid. "Eu me incomodo porque a desconfiança é pela idade, não pelo trabalho, não pela minha qualidade. Não pelo meu entendimento do jogo. Nada que eu fiz ali dentro, como atleta e auxiliar, está servindo. Muitos treinadores talvez não tiveram essa experiência que eu tive e não têm essa pressão que eu estou recebendo."

O desabafo de Deivid é uma resposta à entrevista coletiva concedida pelo vice-presidente Bruno Vicintin e pelo diretor de futebol Thiago Scuro na quinta-feira. Após reunião com o elenco e a comissão técnica, eles indicaram publicamente que o treinador poderá ser demitido caso o Cruzeiro seja eliminado na semifinal do Estadual.

A preocupação da diretoria se deve aos dois tropeços recentes da equipe, no fim de semana e na quarta-feira. No sábado, o Cruzeiro perdeu para o América-MG por 2 a 0 no jogo de ida da semifinal. E, neste meio de semana, ficou no 0 a 0 com o Campinense, fora de casa, em sua estreia na Copa do Brasil.

"Estou treinando todo dia, estou focado. Abdiquei um pouco da família para focar no meu trabalho. Chego aqui às 8h da manhã e saio às 8h da noite. Elaborando treinamentos para que possamos dar o melhor para eles. É questão de fazer um jogo perfeito, errando menos, para tirar essa diferença", respondeu Deivid, que precisa devolver o 2 a 0 sobre o América ou vencer por três gols de diferença no domingo.

"Tem que ter tranquilidade, o jogo é importantíssimo, o Cruzeiro começou a temporada muito bem, colocando nove pontos de diferença no segundo colocado. E ai começou um outro campeonato que são dois jogos, para você passar para a final", declarou o treinador.

Para superar este desafio, Deivid fez mistério nesta sexta e não confirmou o time titular do Cruzeiro. Ele só adiantou que deve improvisar algum jogador experiente na lateral-direita, posição que tem dois desfalques. Mayke e Fabiano estão vetados por problemas físicos. Uma das opções seria escalar o jovem Kevin na posição. Mas Deivid já descartou essa possibilidade.

"Sabemos que não vamos ter dois laterais de ofício. Escolher a melhor opção, o jogador que consegue fazer o lado direito bem para que não possamos ficar vulneráveis. Seria muito arriscado colocar o menino Kevin nesta situação, ele nunca fez um jogo decisivo. Então tenho muito cuidado, não vou fazer isso com ele", disse o técnico.