24°
Máx
17°
Min

Denis critica irregularidade do São Paulo em véspera de 'final' na Libertadores

O São Paulo terá nesta terça-feira um compromisso que pode ajudar a traçar o que será restante da sua temporada. Uma vitória sobre o Trujullanos, da Venezuela, pela quarta rodada da fase de grupos, é mandatória para que o clube continue brigando pela classificação na Olimpíada. Em outros tempos, não haveria ansiedade pelo jogo, dada a tradição do clube paulista e a inexpressividade do rival. Mas os tempos são outros. O São Paulo faz temporada tão ruim que o capitão do time, o goleiro Denis, não lembra de nenhuma boa atuação.

"Ainda temos muitos altos e baixos. Não me recordo de uma partida em que estivemos bem durante os 90 minutos", disse o goleiro, nesta segunda-feira, em entrevista coletiva. "Mas acredito que o bom futebol que tivemos no segundo tempo da partida contra o Oeste (no sábado) pode servir como modelo para nós. Se repetirmos aquela atuação, é praticamente certeza a vitória", aposta.

Diante do Oeste, o São Paulo perdeu um pênalti com Maicon, saiu atrás no placar, e buscou a virada com um gol no finalzinho. Também no meio de semana, diante do Linense, conseguiu o empate já quase no fim da partida. "Isso mostra que podemos ter altos e baixos, mas não desistimos. Buscamos o gol até o final", pondera Denis.

O goleiro sabe, entretanto, que a torcida quer a vitória e não está afim de sofrer de novo.

"Falamos para que não seja um jogo tão sofrido como tem sido os últimos jogos. Falei isso no vestiário depois do último jogo. Com a qualidade que tem nosso time, temos que entrar melhor e parar de sofrer um pouco. Temos que ter jogos mais tranquilos, temos qualidade para isso", cobrou.

No posto de novo capitão do time, Denis mostrou personalidade na entrevista coletiva e disse que o time precisa cobrar mais a arbitragem: "Falta um pouco mais de atitude dos nossos jogadores de cobrar o juiz, sim", admitiu.

Para ele, o São Paulo precisa encarar o jogo como uma decisão. "É uma final. A equipe vem de seis jogos sem perder, isso é muito importante. Estamos desenvolvendo o melhor futebol, que o torcedor gosta de ver, mas o mais importante é não perder. Isso nos dá uma confiança maior."