22°
Máx
16°
Min

Diego Costa marca e Espanha vence Albânia; Itália bate Macedônia nos acréscimos

A Espanha não teve dificuldades neste domingo e bateu a Albânia por 2 a 0, fora de casa, no Estádio Loro Boriçi, na cidade de Escodra, em partida válida pela terceira rodada das Eliminatórias Europeias da Copa do Mundo. O brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa abriu o placar e Nolito fez o segundo gol.

Com o resultado, a Espanha garantiu a liderança do Grupo G, mas empatada com os mesmos sete pontos da Itália, que tem pior saldo de gols. Já a Albânia, que vinha de duas vitórias seguidas, caiu para a terceira colocação da chave.

Neste domingo, a Espanha entrou em campo com um esquema diferente, pois o técnico Julen Lopetegui optou por escalar três zagueiros: Sergio Ramos, Piqué e Monreal. Apesar de atuar fora de casa, a equipe campeã do mundo em 2010 se manteve sempre à frente e dominou totalmente a posse de bola.

Antes dos 20 minutos, a equipe espanhola já havia levado perigo ao gol em três oportunidades. Aos seis, Piqué chutou para fora. Pouco depois, o atacante Vitolo e o goleiro albanês Berisha travaram uma boa disputa, mas o arqueiro se deu melhor. Aos 11, o espanhol recebeu de Diego Costa, mas chutou em cima do adversário. Já aos 17, Vitolo mandou bonita finalização de fora da área e Berisha saltou bonito para evitar o gol.

Com o controle total da partida, a Espanha desperdiçou novamente uma oportunidade de abrir o placar aos 32, quando Sergio Ramos cruzou na medida e Diego Costa cabeceou mal. A primeira finalização da Albânia saiu apenas aos 35, com Roshi mandando para fora.

A insistência espanhola se manteve até o intervalo e seguiu no segundo tempo. Aos dez minutos, enfim, Diego Costa conseguiu vencer Berisha. O goleiro saiu jogando errado e tocou nos pés de Vitolo. O espanhol acionou David Silva, que teve calma e encontrou o centroavante brasileiro com o gol aberto para fazer 1 a 0.

Após o primeiro tento, o segundo saiu com naturalidade. Aos 17 minutos, Nolito recebeu de Monreal na ponta esquerda, driblou o zagueiro rival e chutou cruzado no cantinho para selar o marcador. Com o 2 a 0, a Espanha tirou o pé e administrou a vantagem até o apito final.

ITÁLIA SOFRE, MAS VENCE - Também neste domingo, pelo Grupo G, a Itália levou um grande susto, mas conseguiu vencer a seleção da Macedônia por 3 a 2, na cidade de Escópia. Após sair na frente no marcador, os tetracampeões mundiais sofreram a virada e só conseguiram buscar a vitória com um gol nos acréscimos.

O resultado manteve a Itália no segundo lugar da chave, enquanto a Macedônia caiu para o quinto lugar, ainda sem pontuar nas Eliminatórias. Israel, com seis pontos, e Liechtenstein, com zero, completam o grupo.

Diferente da Espanha, os italianos tiveram uma partida mais difícil. A Macedônia chegou com perigo já aos dois minutos de bola rolando, mas Buffon fez boa defesa. A Itália respondeu aos oito, com gol de Candreva anulado por impedimento de maneira correta.

Nos dez minutos seguintes, a Macedônia seguiu incomodando a defesa italiana. Aos 14, Alioski invadiu a área pelo lado direito, mas mandou para fora. Em seguida, Nestorovski chutou de fora da área e acertou o travessão de Buffon.

Após resistir aos ataques adversários, a Itália conseguiu abrir o placar. Aos 23, após cobrança de escanteio pela esquerda, Belotti recebeu livre e bateu de primeira para as redes. Antes do intervalo, a Macedônia ainda chegou com perigo em cabeçada de Nestorovski, mas o goleiro italiano fez boa defesa.

Mesmo atrás do marcador, a Macedônia iniciou o segundo tempo procurando o ataque e arriscando chutes de fora da área. O empate veio aos 11 minutos, quando Nestorovski avançou pelo meio, driblou o zagueiro com um jogo de corpo e bateu no cantinho esquerdo.

O primeiro gol acendeu a torcida e alimentou a improvável virada da Macedônia que aconteceu logo em seguida, aos 13. Após boa troca de passes entre Pandev e Nestorovski, Hasani recebeu na meia-lua e chutou com força, rasteiro, para fazer 2 a 1.

Após o susto da virada adversária, a Itália demorou para se organizar, mas conseguiu retomar o empate aos 29. Immobile recebeu cruzamento da direita e se esticou para tocar com o pé direito para o gol.

Nos minutos finais, os italianos conseguiram resolver a situação. Aos 43, Parolo apareceu livre e cabeceou para o gol, mas o tento foi anulado pela arbitragem novamente por impedimento. Mas não fez falta, pois aos 46, Candreva cruzou para a segunda trave e Immobile apareceu para garantir a vitória italiana.

ISRAEL VENCE SEGUNDA - Mais cedo neste domingo, ainda pelo Grupo G, a seleção de Israel bateu Liechtenstein por 2 a 1, em Jerusalém, e chegou à segunda vitória em três jogos nas Eliminatórias Europeias.

Hemed fez dois gols para o time israelense ainda no primeiro tempo. Na etapa complementar, Göppel descontou. Agora Israel soma seis pontos, com esperanças de classificação, enquanto Liechtenstein amarga a lanterna do grupo, sem pontuar.