21°
Máx
17°
Min

Diego Souza alega 'motivo pessoal', deixa o Fluminense e deve voltar ao Sport

Durou menos de três meses o retorno de Diego Souza ao Fluminense. Recontratado no início do ano pelo clube que o lançou ao futebol, o meia chegou a um acordo com a diretoria nesta terça-feira para colocar fim à passagem relâmpago pelas Laranjeiras. A tendência é que nos próximos dias ele acerte seu retorno ao Sport, onde se destacou no ano passado.

A possível saída de Diego Souza passou a ser especulada após o Fla-Flu do último domingo no Pacaembu. Diversos motivos foram levantados para tentar explicar o desejo do jogador de se desvincular tão rapidamente do clube, inclusive uma suposta crise de relação com os colegas e dívidas da diretoria. Mas o próprio Fluminense divulgou vídeo nesta terça-feira com o meia descartando estas explicações.

"Me senti à vontade para fazer esse vídeo. A gente escuta muitos boatos e quis esclarecer um pouco sobre isso. Não tive nenhum tipo de problema de relacionamento, nenhum tipo de problema financeiro, com algum funcionário do clube ou com a torcida. Estas coisas, para mim, não aconteceram. O que aconteceu foi um motivo pessoal", limitou-se a explicar.

Diego Souza voltou ao Fluminense no início deste ano após ser indicado pelo técnico Eduardo Baptista, com quem havia trabalhado no Sport. A demissão do treinador após uma série de insucessos, aliás, também teria colaborado para a decisão do atleta de pedir a liberação.

O fato é que trata-se de mais uma investida frustrada do Fluminense na busca por um novo camisa 10. Em 2015, Ronaldinho Gaúcho foi contratado como grande esperança para o clube, mas também ficou pouco nas Laranjeiras e acabou liberado antes do esperado. Diego Souza ao menos marcou quatro gols nas 11 partidas que disputou.

Mesmo com o pouco tempo no clube, o meia fez questão de agradecer a diretoria. "Estou aqui para agradecer a diretoria pelo esforço que fez, ao presidente, aos meus companheiros, funcionários do clube, pelo tratamento que tiveram comigo. Quero esclarecer realmente que tudo que se fala são boatos. Nada disso aconteceu ali dentro, são pessoas do bem trabalhando em busca do melhor resultado. Então, quero agradecer por tudo que aconteceu, mesmo sendo tão rápido."