28°
Máx
17°
Min

Dunga diz que espera resposta de jogadores com idade olímpica na Copa América

(Foto:Rafael Ribeiro / CBF) - Dunga diz que espera resposta de jogadores com idade olímpica na Copa América
(Foto:Rafael Ribeiro / CBF)

A seleção brasileira que disputará a Copa América Centenário terá sete jogadores com idade olímpica. Dentre eles, as novidades no grupo principal são o goleiro Ederson, do Benfica, o zagueiro são-paulino Rodrigo Caio e o atacante Gabriel, do Santos. Marquinhos (Paris Saint-Germain), Fabinho (Monaco), Douglas Santos (Atlético Mineiro) e Rafinha Alcântara (Barcelona) completam a lista.

A escolha, segundo o técnico Dunga, passou por um grande trabalho do "departamento de inteligência" da CBF, grupo formado por olheiros e membros da comissão técnica e que é responsável por monitorar o desempenho de centenas de jogadores mundo afora.

Sobre o goleiro Ederson, o técnico classificou como "um goleiro moderno, que começou num clube pequeno em Portugal e depois foi para o Benfica para a vaga de um goleiro da seleção", fazendo referência a Júlio Cesar, goleiro do Brasil nas duas últimas Copas do Mundo.

"O Rodrigo Caio já esteve aqui. É um jogador que atua também como volante, é versátil, tem uma boa bola área e saída de jogo. Um perfil muito bom de profissional. O Gabigol nós vimos, eu e o Gilmar, em um torneio na Espanha logo que assumimos. Tinha um certo receio, uma coisa negativa sobre ele, mas nós decidimos apostar e deu certo. Nós conversamos com o clube, com o treinador, e ele deu uma resposta muito boa", explicou Dunga. O treinador, porém, disse que essa "coisa negativa" era de discussão interna.

O técnico disse ainda que espera grande retorno dos atletas com idade olímpica na Copa América. "É bom esclarecer que esses jogadores que estão chegando agora à seleção principal é porque eles merecem. Quanto ao peso ou não, a seleção brasileira tem compromisso com a vitória. Temos que entrar sempre com essa ideia e mentalidade. As duas competições são importantes", declarou. "É importante eles entenderem que eles não estão aqui nas Olimpíadas. Eles estão na Copa América. O futuro vai depender do presente", profetizou o técnico.

Dunga também destacou que esses jogadores já adquiriram boa bagagem em seus clubes e na própria seleção. "Como o Gilmar (Rinaldi) me disse uma vez: 'Experiência se ganha praticando, e praticando poder ser na seleção brasileira'. Esses jogadores, apesar de jovens, já têm boa experiência e estão participando da seleção há algum tempo", disse o treinador da seleção.