27°
Máx
13°
Min

'É preciso aplaudir esta geração', exalta Vidal após bicampeonato do Chile

(Foto: Getty Imagens) - 'É preciso aplaudir esta geração', exalta Vidal
(Foto: Getty Imagens)

A seleção do Chile ganhou um lugar na história. A definição é do meio-campo Arturo Vidal, considerado o melhor jogador em campo na decisão da Copa América Centenário contra a Argentina, neste domingo à noite, no East Rutherford, nos Estados Unidos, onde a seleção do seu país conquistou o bicampeonato ao vencer a Argentina na disputa por pênalti, após empate por 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação. Para ele, o bicampeonato é a consolidação do futebol do país.

"É preciso aplaudir esta geração, ganhamos um lugar, demos muitas coisas ao Chile e estamos muito felizes com isso", disse Vidal, que no ano passado já havia ajudado a seleção do seu país a conquistar um inédito título de Copa América para o país, em casa, ao também superar os argentinos nas cobranças de pênaltis.

Para ele, a principal importância da Copa América Centenário para o Chile foi justamente por consolidar a seleção como uma equipe vencedora e mostrar que pode ser campeã também fora de casa - a Copa América de 2015 foi realizada no país. "Há algum tempo que nos olham diferente e este título é uma mensagem para as demais seleções", afirmou.

Eleito o melhor jogador da competição, o atacante Alexis Sanchez agradeceu aos companheiros. "Não tenho palavras para falar deles, estou muito emocionado, não dou conta do que está acontecendo", disse. O jogador não parava de comemorar. "Somos os campeões e contra a Argentina... É a coisa mais linda que já passei na vida, são finais que não se ganham todos os dias. Mudamos a história do futebol chileno", completou o atacante.

A Argentina perdeu neste domingo a sua terceira final seguida - foi derrotada pela Alemanha na decisão da Copa do Mundo de 2014 e depois pelo próprio Chile na Copa América do ano passado. Para o técnico Tata Martino, porém, isso não significa que a atual geração é perdedora.

Martino considera até que a Argentina merecia ter saído vencedora do jogo deste domingo, pelo que fez durante os 90 minutos. "O time esteve bem, sempre mais próximo do gol que os chilenos e poderíamos ter vencido. Mas no futebol nem sempre o melhor time sai vencedor", lamentou.