21°
Máx
17°
Min

Elenco do Barcelona participa de homenagem em memorial de Cruyff

O Barcelona voltou a realizar homenagens a Johan Cruyff nesta terça-feira, no último dia em que o clube dedicou um espaço do Camp Nou para que tributos fossem realizados ao craque holandês, que é amplamente creditado como um dos responsáveis por revigorar o clube e ajudá-lo a entrar na sua atual era moderna vencedora.

Embora o Camp Nou estivesse aberto deste sábado para receber as homenagens de fãs enlutados, apenas nesta terça-feira membros da família de Cruyff estiveram presentes, com o filho e ex-jogador do Barcelona Jordi Cruyff agradecendo os torcedores e o clube pelo seu respeito e carinho.

O funeral de Cruyff foi realizado na última sexta-feira com apenas alguns familiares e amigos convidados, disse seu filho. O craque holandês morreu na última quinta-feira, aos 68 anos, vítima de câncer de pulmão.

"Entendemos que Johan não é apenas nosso, ele pertence ao mundo todo", disse Jordi Cruyff. "Decidimos nos abrir mais e por isso fizemos esse ato hoje e haverá algo mais para as pessoas que amavam o meu pai. Tomara que a mensagem que ele deixa deixar se mantenha", acrescentou.

O elenco do Barcelona, incluindo o brasileiro Neymar, o homenageou com um minuto de silêncio antes do início do treinamento desta terça-feira. Posteriormente, os jogadores foram ao Camp Nou para participarem das homenagens. "Johan nos deixa um legado fantástico que vai continuar", disse o treinador do Barcelona, Luis Enrique. "Nós sempre vamos nos lembrar dele".

Luis Enrique falou em nome do elenco e de toda a comissão técnica. "Falar de Cruyff é falar do futebol em sua máxima expressão, primeiro como jogador que se converteu em um dos melhores jogadores de todos os tempos".

Cruyff teve seu auge como jogador no início dos anos 1970, levando Ajax e Barcelona a conquistar vários títulos. Ele também liderou a seleção holandesa que foi finalista da Copa do Mundo de 1974 e mais tarde foi um treinador de sucesso do Barcelona. Ele é frequentemente listado entre os maiores jogadores de todos os tempos, ao lado de nomes como Pelé, Alfredo di Stefano, Diego Maradona e Lionel Messi.

Em 1979, ele convenceu o então presidente do Barcelona, Josep Nunez, a criar La Masia, a famosa academia do Barcelona, se inspirando no que o Ajax fez, onde Cruyff começou a sua carreira profissional. La Masia é considerada uma das bases do sucesso do Barcelona e foi o lugar onde jogadores como Messi, Andres Iniesta e Xavi Hernandez se formaram.

O ex-presidente do Barcelona Sandro Rosell e seu pai também visitaram o memorial nesta terça-feira. E, de acordo com o clube, mais de 50 mil pessoas foram ao local desde sábado.