28°
Máx
17°
Min

Em clássico assistido por Tite, Botafogo reage e empata com o Flamengo

(Foto: Clube de Regatas Flamengo) - Em clássico assistido por Tite, Botafogo reage e empata com o Flamengo
(Foto: Clube de Regatas Flamengo)

O Flamengo esteve bem próximo de vencer a segunda partida consecutiva no Campeonato Brasileiro, mas foi surpreendido nos 15 minutos finais e ficou apenas no empate com o Botafogo por 3 a 3, neste sábado, no Estádio Luso-Brasileiro, no Rio. O jogo pela 15ª rodada contou com a presença de Tite, técnico da seleção brasileira, que viu a partida, mas deixou o local antes do apito final e perdeu os dois últimos gols do time alvinegro.

Com 24 pontos, o Flamengo se distancia do grupo de classificação para a Libertadores. O time só volta a campo em 25 de julho, contra o América-MG, no estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES). Com o empate, o Botafogo foi para 17 pontos, próximo da zona de rebaixamento. O volta a campo no dia 24 para enfrentar a Chapecoense, na Arena Condá.

O primeiro tempo foi de domínio botafoguense. Melhor organizado, o time mandante pressionou o adversário e quase fez 1 a 0, aos 12 minutos, com finalização de Rodrigo Lindoso - a bola acertou o travessão. Porém, mesmo pior em campo, o Flamengo foi quem abriu o marcador. Aos 23, Mancuello levantou na área, Guerrero ajeitou, a defesa falhou e Éverton chutou forte para colocar o rubro-negro na frente.

O gol não abalou o Botafogo, que reagiu pouco tempo depois. Aos 33, o volante Márcio Araújo afastou mal a bola, que sobrou para Diogo Barbosa chutar forte e igualar o confronto: 1 a 1. O intervalo da partida era o momento para Zé Ricardo reorganizar a equipe. E conseguiu. Com uma postura mais agressiva, o Flamengo passou a ter o controle do jogo.

Aos 12 saiu o gol. Após falha de Bruno Silva, Éverton encontrou Jorge, que chutou e fez 2 a 1 para o Flamengo. Com o placar favorável, Zé Ricardo decidiu fechar o time, com a entrada de Canteros no lugar de Marcelo Cirino. A ideia era buscar o contra-ataque, mas foi em falha de Emerson que o gol surgiu. Após erro do defensor, Éverton roubou a bola e passou para Guerrero chutar forte e ampliar: 3 a 1.

Dessa vez, o Botafogo sentiu o golpe e demorou e se reencontrar a ponto de Tite deixar o estádio. A saída precoce fez o treinador perder a reação. Necessitado de mais força ofensiva, Ricardo Gomes colocou o time mais ao ataque, com Salgueiro. E funcionou.

Aos 31, Airton deu bom passe para Luis Ricardo levantar na área para Neilton empatar. O gol reanimou a torcida botafoguense, com forte pressão. Aos 37, a estrela de Salgueiro brilhou. Após passe de Camilo, o centroavante deu belo giro e chutou para empatar: 3 a 3. O time intensificou a pressão, mas não conseguiu fazer uma virada histórica no Luso-Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 3 x 3 FLAMENGO

BOTAFOGO - Sidão; Luis Ricardo, Renan Fonseca, Emerson e Diogo Barbosa; Airton, Bruno Silva (Salgueiro), Rodrigo Lindoso e Camilo; Rodrigo Pimpão (Neilton) e Sassá (Canales). Técnico: Ricardo Gomes.

FLAMENGO - Alex Muralha; Pará, Réver, Juan e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão e Mancuello (Fernandinho); e Éverton (Cuéllar), Marcelo Cirino (Canteros) e Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

GOLS - Éverton, aos 23, e Diogo Barbosa, aos 33 minutos do primeiro tempo; Éverton, aos 12, Guerrero, aos 22, Neilton, aos 31, e Salgueiro, aos 37 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Emerson e Airton (Botafogo); Éverton e Jorge (Flamengo).

RENDA - R$ 391.830.

PÚBLICO - 9.899 pagantes (11.692 no total).

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza (SP).

LOCAL - Estádio Luso-Brasileiro, no Rio (RJ).