22°
Máx
16°
Min

Em desabafo, Michel Bastos nega chefiar 'panela' e atrito com Lugano

(Foto: Divulgação)  - Em desabafo, Michel Bastos nega chefiar 'panela' e atrito com Lugano
(Foto: Divulgação)

Criticado pelo assessor especial da presidência do São Paulo depois da derrota para o The Strongest, na estreia da fase de grupos da Copa Libertadores, na quarta-feira, e fora do jogo contra o Rio Claro, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro, o meia Michel Bastos usou uma rede social para postar um desabafo neste sábado.

O jogador negou qualquer problema de relacionamento com Lugano, comentou que não foi idealizador da greve de silêncio do grupo por causa do atraso nos direitos de imagem e, muito menos, fez corpo mole para prejudicar o clube.

"Algo que também tem me incomodado é estarem insinuando que estou jogando de má vontade. Por mais que alguns estejam fazendo um esforço enorme para tentar mostrar o contrário, não sou mau caráter ao ponto de descontar no torcedor qualquer tipo de insatisfação que eu venha a ter. Isso seria ir contra as milhares de pessoas que abrem mão do pouco que tem para ir aos jogos prestigiar o São Paulo e essa atitude não faz parte da minha índole", escreveu Michel Bastos.

Sobre Lugano, o jogador explicou apenas que o zagueiro tinha uma opinião diferente do grupo. "Seguindo na linha de desmentir algumas coisas que estão sendo faladas, não tenho nenhum tipo de rivalidade pessoal com o Lugano, muito menos sou chefe de "panela" dentro do São Paulo. O que houve foi uma divergência de opiniões dele em relação ao que o GRUPO, não o Michel Bastos, decidiu, mas isso foi um assunto que tratamos internamente, assim como estamos tratando a questão dos salários", postou.

No desabafo, no entanto, Michel Bastos não fez nenhum comentário sobre sua ausência na partida deste domingo. Segundo o site do São Paulo, o jogador não foi relacionado por Edgardo Bauza para enfrentar o Rio Claro por opção da comissão técnica.