21°
Máx
17°
Min

Em jogo com 3 expulsões, Flamengo vence o Fluminense por 2 a 1 no Mané Garrincha

O Flamengo venceu o Fluminense por 2 a 1, neste domingo, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela quinta rodada do Campeonato Carioca. Com o resultado, o time rubro-negro chega a 10 pontos, na segunda colocação do Grupo B. O rival tricolor permanece na quarta posição do Grupo A, com 7. A partida teve três expulsões.

O clube da Gávea fez uma boa partida, em contraponto à exibição tricolor. Com boa movimentação e muitos passes, envolveu o rival e aproveitou as chances criadas. Rodinei, William Arão e Marcelo Cirino tiveram bom entrosamento pela direita, de onde surgiram mais jogadas. O Fluminense, por sua vez, teve uma noite apagada. Seus principais jogadores, como Fred e Diego Souza, não atuaram bem. O elenco teve dificuldade de se posicionar e errou muitos passes e finalizações.

A disputa ganhou emoção adicional no final do segundo tempo quando Wallace, ao chutar uma bola com o jogo parado, foi expulso. O adversário aproveitou para pressionar. Os times voltam a campo no meio de semana pela sexta rodada do Campeonato Carioca. O Flamengo enfrenta o Cabofriense nesta quarta-feira no estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ), às 19h30. O Fluminense duela contra o Botafogo no mesmo dia, no estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES), às 21h45.

O JOGO - As equipes iniciaram a partida se estudando. A primeira oportunidade foi do time tricolor. Gustavo Scarpa chutou bem da entrada da área e obrigou Paulo Victor a fazer boa defesa para escanteio. Os rivais mostraram muita disposição e marcavam com afinco para evitar espaços. O jogo era lá e cá até que, em escanteio pela esquerda, William Arão aproveitou que Diego Cavalieri espalmou para dentro da área e bateu para fazer o primeiro gol do duelo.

Após abrir o placar, o Flamengo ficou melhor na partida. Com domínio da posse de bola, chegava ao ataque com facilidade, enquanto que o Fluminense errava muitos passes. Aos 33 minutos, Rodinei tabelou com William Arão e foi lançado na velocidade pela direita. Chutou forte e a bola assustou, rebatendo nas malhas laterais.

Marcelo Cirino e Rodinei se entendiam e eram perigosos. Dois minutos depois, Cirino arriscou de fora e parou na defesa de Diego Cavalieri. Em nova jogada pela direita, Rodinei cruzou para Guerrero, que raspou de cabeça. Novamente, Cavelieri salvou o Fluminense das Laranjeiras.

O time rubro-negro quase ampliou a vantagem no último lance do primeiro tempo. Emerson recebeu em ótimas condições pela esquerda em contra-ataque e bateu cruzado para Marcelo Cirino, que fechava pelo meio. O atacante se esticou mas não conseguiu chegar na bola.

Se o Fluminense respirou aliviado pelo fim da primeira etapa, a sanha pelo gol flamenguista não diminuiu após o intervalo. Aos dois minutos, Rodinei cruzou na medida para Guerrero cabecear forte, sem chance para Cavalieri, e afundar as redes.

Aos seis minutos, o clima esquentou no Mané Garrincha. Cuellár e Marcos Júnior se desentenderam no meio de campo e uma confusão estourou. O árbitro não quis dar brechas e expulsou os dois jogadores. Em desvantagem, o Fluminense saiu em busca do resultado e o Flamengo se fechou, esperando espaços.

Apesar da necessidade de reverter o quadro do jogo, o Fluminense errou muitos passes e finalizações, dando oportunidades para o adversário avançar. Aos 37 minutos, Gustavo Scarpa cobrou perfeitamente falta frontal e colocou a bola no ângulo, sem chance para o goleiro rubro-negro. Belo gol do meia.

A recuperação tricolor deixou o final do duelo tenso em Brasília. Para dramatizar ainda mais o enredo, Everton errou na saída de bola e fez falta em Gerson, levando cartão amarelo. Wallace aproveitou para chutar a bola para longe, retardando a retomada, levou o segundo cartão amarelo e foi expulso. A pressão tricolor foi completa nos minutos finais, mas não saíram lances perigosos.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 x 2 FLAMENGO

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Wellington Silva, Henrique, Renato Chaves e Léo Pelé (Douglas); Pierre, Cícero (Gerson), Diego Souza (Osvaldo) e Gustavo Scarpa; Marcos Junior e Fred. Técnico: Eduardo Baptista.

FLAMENGO - Paulo Victor; Rodinei, César Martins, Wallace e Jorge; Cuellar, William Arão e Mancuello (Márcio Araújo); Marcelo Cirino (Gabriel), Emerson (Everton) e Guerrero. Técnico: Muricy Ramalho.

GOLS - William Arão, aos 13 minutos do primeiro tempo; Guerrero, aos 2, e Gustavo Scarpa, aos 37 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Léo Pelé, Douglas e Renato Chaves (Fluminense); Jorge, Rodinei, Guerrero e Everton (Flamengo).

CARTÕES VERMELHOS - Marcos Júnior (Fluminense); Cuellar e Wallace (Flamengo).

ÁRBITRO - Bruno Arleu de Araújo.

RENDA - R$ 2.388.360,00.

PÚBLICO - 32.024 pagantes.

LOCAL - Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).