22°
Máx
17°
Min

Em jogo de 5 gols, Chapecoense bate Cruzeiro na estreia de Caio Júnior

(Foto: Divulgação/Chapecoense) - Em jogo de 5 gols, Chapecoense bate Cruzeiro na estreia de Caio Júnior
(Foto: Divulgação/Chapecoense)

Na estreia do técnico Caio Júnior, a Chapecoense derrotou o Cruzeiro por 3 a 2, na noite desta quarta-feira, na Arena Condá, pela 12ª rodada do Brasileirão. Os gols do time da casa foram marcados por Silvinho, Arthur Maia e Kempes, que decidiu o confronto aos 43 minutos do segundo tempo.

Com o resultado, os catarinenses chegaram aos 18 pontos e estão no provisório 8º lugar da tabela. A equipe mineira tem 14 pontos e ocupa o 13º posto, novamente próximo da zona do rebaixamento.

Embalado por duas vitórias, uma delas sobre o líder Palmeiras, o Cruzeiro foi para cima da Chapecoense logo no início e abriu o placar aos 6 minutos de jogo, com Pisano, que aproveitou rebote em chute de Arrascaeta.

Aos 17 minutos, um susto. Henrique levou a pior em trombada e teve que deixar o jogo e ser transferido para o hospital, onde foi atendido e liberado na mesma noite.

A primeira etapa seguiu com a Chapecoense procurando jogo e pressionando. Bruno Rangel chegou a balançar as redes aos 26 minutos, mas o atacante foi pego em impedimento. O empate veio aos 41 minutos, quando Silvinho dominou bem o passe de Silvinho e chutou entre as pernas do goleiro cruzeirense.

Na segunda etapa, a Chapecoense continuou mandando no jogo, mas o Cruzeiro quase fez em chegada de Willian, que parou na defesa de Marcelo Boeck.

O jogo ganhou em velocidade e ficou lá e cá. O estreante Caio Júnior resolveu colocar Kempes e Arthur Maia em campo. Deu certo, o meia cobrou falta magistralmente aos 23 minutos e colocou o time da casa na frente. O Cruzeiro empataria aos 38 minutos, com o zagueiro Fabrício Bruno, que pegou sobra de Romer e colocou com categoria por baixo do goleiro Marcelo.

A vitória do time da casa veio de outro reserva. Kempes, aos 43 minutos, tocou para as redes num lance improvável, quase na pequena área, graças a uma vacilada da defesa mineira.

O próximo compromisso do Cruzeiro é no domingo, no Mineirão, às 11h, contra o Vitória. A Chapecoense vai à Vila Belmiro para encarar o Santos, também no domingo, a partir das 16h.

FICHA TÉCNICA:

CHAPECOENSE 3 x 2 CRUZEIRO

CHAPECOENSE - Marcelo Boeck; Gimenez, Marcelo (Rafael Lima), Thiego, Sérgio Manoel; Josimar, Gil (Arthur Maia), Cleber Santana; Ananias (Kempes), Bruno Rangel, Silvinho. Técnico: Caio Júnior.

CRUZEIRO - Fábio; Mayke (Lucas); Bruno Viana, Fabrício Bruno, Bryan; Henrique (Federico Gino), Lucas Romero, Bruno Ramires, Pisano (Élber), Arrascaeta; Willian. Técnico: Paulo Bento.

GOLS - Pisano, aos 6, Silvinho, aos 41 minutos do primeiro tempo. Arthur Maia, aos 23, Fabrício Bruno, aos 38, e Kempes, aos 43 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Gil, Ananias, Gimenez, Rafael Lima (Chapecoense); Mayke, Bryan, Pisano, Willian, Lucas, Bruno Viana (Cruzeiro).

ÁRBITRO - Rodolpho Toski Marques (SP).

RENDA E PÚBLICO - Não divulgados.

LOCAL - Arena Condá, em Chapecó (SC).