28°
Máx
17°
Min

Em jogo transferido após atentados, Portugal derrota Bélgica em casa

Em jogo transferido da Bélgica para Portugal, em razão dos atentados terroristas em Bruxelas na semana passada, a seleção portuguesa aproveitou a vantagem de jogar em casa e derrotou os belgas por 2 a 1, nesta terça-feira, em amistoso preparatório para a Eurocopa. Nani e Cristiano Ronaldo decidiram o duelo ainda no primeiro tempo.

A partida, que estava marcada para ser disputada em Bruxelas, foi transferida para a cidade portuguesa de Leiria na semana passada, após os ataques terroristas em solo belga. Explosões no aeroporto internacional Zaventem e na estação de metrô Malbeek, na capital, deixaram 35 mortos e 220 feridos na terça passada. O Estado Islâmico assumiu a autoria dos ataques.

Inicialmente, a Real Federação de Futebol da Bélgica (KBVB) anunciara o cancelamento do amistoso, por precaução, ainda sob o impacto dos ataques terroristas. Mas voltou atrás ao chegar a um acordo com a Federação Portuguesa de Futebol para transferir o local do jogo, para Leiria.

Mesmo longe de Bruxelas, as duas seleções lembraram dos atentados da semana passada. A equipe belga entrou em campo com uma camisa especial, com a inscrição da data dos ataques no peito. Além disso, um minuto de silêncio, em homenagem às vítimas, precedeu o início da partida.

Com a bola rolando, o time português soube tirar vantagem do fator casa. E abriu 2 a 0 antes do intervalo. Aos 19, Nani finalizou dentro da área e inaugurou o marcador. Vinte minutos depois, Cristiano Ronaldo subiu de cabeça na pequena área e escorou para as redes - encerrando uma sequência de quatro jogos sem gols pela seleção.

Sofrendo com os desfalques, a Bélgica teve dificuldade para reagir. O time belga entrou em campo sem ao menos cinco titulares: De Bruyne, Hazard, Carrasco, Kompany e Vertonghen. Apesar disso, a equipe visitante descontou aos 17 minutos, em um gol "em família". O lateral Jordan Lukaku, que entrara em campo aos 16 minutos, disparou pela esquerda e cruzou na medida para cabeçada certeira do irmão, o atacante Romelu Lukaku.

Após o gol, a Bélgica cresceu na partida e o técnico Marc Wilmots aproveitou o bom momento para fazer testes na equipe. Foram mais duas substituições que deixaram o time visitante mais ofensivo. A Bélgica tinha maior presença no ataque e posse de bola, mas os portugueses se defenderam bem nos minutos finais e asseguraram a vitória.

Com a derrota, a seleção belga deve se despedir da liderança do ranking da Fifa. A Argentina, mesmo tropeçando diante da Bolívia nesta terça, vai assumir a primeira colocação na próxima atualização da lista.