22°
Máx
14°
Min

Em meio a nova polêmica, Piqué anuncia que deixará seleção espanhola após Copa

(Foto: Divulgação)  - Em meio a nova polêmica, Piqué anuncia que deixará seleção espanhola
(Foto: Divulgação)

O zagueiro Gerard Piqué anunciou neste domingo que vai se aposentar da seleção espanhola após a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. A declaração, dada após a vitória da Espanha sobre a Albânia pelas Eliminatórias Europeias, aconteceu em meio a uma nova polêmica do atleta, que cortou as mangas de sua camisa do jogo, sendo acusado de ter feito isso para que não aparecessem as cores da bandeira do país.

"Me cansa que tanto duvidem do meu comprometimento. A Copa da Rússia vai ser minha última competição com a seleção e espero jogar com muita vontade", comentou o atleta, que terá 31 anos ao final do próximo Mundial.

"Eu não sou bem recebido por todos estes anos, mesmo dando o meu melhor e sigo fazendo isso. Obviamente há gente que acredite ser melhor a minha saída. Estou muito entusiasmado com o novo projeto de Julen (Lopetegui, técnico da Espanha), nos dará muita coisa, por isso vou seguir até o Mundial. Começamos e vamos terminar o ciclo juntos", acrescentou.

Nascido em Barcelona, cidade com fortes movimentos pela separação da Catalunha da Espanha, Piqué fez questão de frisar que a decisão de se aposentar da seleção não foi tomada no calor do momento em que foi duramente criticado pelas redes sociais.

A seleção espanhola atuou com uniforme branco e as camisas de manga curta apresentavam listras vermelhas e amarelas, as cores da bandeira do país, nas extremidades. No entanto, Piqué retirou o detalhe da sua camiseta com uma tesoura antes do jogo, mas fez questão de dizer que sua intenção era apenas deixar a roupa mais confortável.

"Eu sempre jogo de camisa de mangas cumpridas, então não havia nem o vermelho nem o amarelo. Eu cortei porque as mangas eram muito curtas e me atrapalharam na partida", explicou o atleta. "Essa polêmica é só mais uma de muitas. É uma situação cansativa, mas preciso aceitá-la e seguir em frente."

Apesar de anunciar sua aposentadoria da seleção espanhola, o zagueiro acredita que poderá atuar ainda em alto nível, com motivação e disputando títulos pelo seu clube, o Barcelona.

"Faz tempo que penso na aposentadoria e hoje veio à minha mente novamente. Mas não é pelo que aconteceu hoje, é por conta da sensação de me entregar em campo e muita gente agradecer, mas uma parte não vê assim. Com 31 anos, eu terei feito muitas coisas, após ganhar tudo com a seleção, tentaremos ganhar a Copa. Depois a vida segue com o Barcelona, onde quero vencer muito mais", finalizou.