24°
Máx
17°
Min

Em Porto Alegre, Palmeiras segura o 0 a 0 com Grêmio e segue na liderança isolada

- Palmeiras segura o 0 a 0 com Grêmio e segue na liderança isolada

O Palmeiras sofreu um bocado, mas trouxe neste domingo de Porto Alegre um ponto suado e importante com o 0 a 0 contra o Grêmio, na Arena Grêmio, pela 24.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time o alviverde chegou aos 47 pontos, contra 46 do Flamengo - justamente o adversário desta quarta-feira no estádio Allianz Parque, em São Paulo. O único problema do técnico Cuca para o jogo com ares de final é o atacante Gabriel Jesus, que deixou o jogo sentindo o músculo adutor da coxa esquerda.

O maior destaque do Palmeiras foi o goleiro Jaílson, que fez pelo menos três excelentes defesas durante a partida. No jogo, o time sofreu por conta do bom futebol apresentado pelo rival gaúcho e por falhas da equipe. Exemplo: um dos fundamentos que ajudaram a alçar o Palmeiras à primeira posição é o passe certo, algo que não funcionou na primeira etapa - a equipe tocou torto na bola 26 vezes no período.

Isso fez com que sofresse para segurar o ímpeto do Grêmio, que precisava do resultado positivo. Apesar de exercer maior domínio, de concreto os gaúchos só tiveram uma chance real de gol no primeiro tempo. Aos 26 minutos, Zé Roberto e Vitor Hugo falharam e a bola sobrou para Douglas no contra-ataque. Ele deixou Pedro Rocha na cara do gol, mas o goleiro Jailson saiu muito bem e fez excepcional defesa com os pés.

Depois disso, o Palmeiras tratou de acalmar o jogo, segurou mais a bola no campo de ataque e esperou o relógio correr para descer aos vestiários ainda no 0 a 0. Só que não adiantou muito, já que no segundo tempo o panorama pouco mudou - o clube paulista seguiu descompactado, sofrendo pressão gremista.

Aos 12 minutos, após triangulação com Jaílson e Douglas, Luan entrou na área pela direita e mandou para fora. Dois minutos depois, Luan tocou para Edílson, que bateu para mais uma boa defesa do goleiro palmeirense. Por fim, aos 17, Edílson bateu falta de longe e a bola explodiu no travessão.

A partir daí, as alterações feitas por Cuca tiveram o objetivo principal de aliviar um pouco o seu sistema defensivo. Saíram Róger Guedes, Moisés e Gabriel Jesus - esse com uma contusão no músculo adutor da coxa direita - e entraram Cleiton Xavier, Lucas Barrios e Rafael Marques em campo. O Palmeiras se reorganizou e conseguiu cadenciar mais a partida.

E na base da bola parada e dos toques rápidos, o líder perdeu a sua melhor chance. Aos 36 minutos, Thiago Santos cobrou lateral na área, Edu Dracena ajeitou a bola de cabeça, Tchê Tchê deu outro toque e deixou Dudu, em posição legal, de frente para o gol. O atacante acertou um voleio, mas a bola explodiu no travessão.

Já no fim, Rafael Marques recebeu bom passe de Dudu, entrou na área e finalizou, mas o goleiro Marcelo Grohe mandou para escanteio. No fim, o resultado foi bom para o Palmeiras, que continua líder do Brasileirão - pelo menos até esta quarta-feira.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 0 x 0 PALMEIRAS

GRÊMIO - Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Jaílson, Walace (Ramiro) e Douglas; Pedro Rocha (Guilherme), Luan e Bolaños. Técnico: Roger Machado.

PALMEIRAS - Jaílson; Tchê Tchê, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos, Gabriel e Moisés (Barrios); Róger Guedes (Cleiton Xavier), Dudu e Gabriel Jesus (Rafael Marques). Técnico: Cuca.

CARTÕES AMARELOS - Edílson, Douglas, Kannemann e Walace (Grêmio); Edu Dracena, Gabriel e Jaílson (Palmeiras).

ÁRBITRO - Emerson de Almeida Ferreira (MG).

RENDA - R$ 671.308,00.

PÚBLICO - 19.514 pagantes.

LOCAL - Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).