28°
Máx
17°
Min

Em processo de reformulação, Corinthians apresenta novo patrocinador nesta terça

Em meio ao grande processo de reformulação do seu elenco de jogadores, o Corinthians anunciou, no início da tarde desta segunda-feira, que irá apresentar um novo patrocinador na manhã desta terça, no CT Joaquim Grava.

O novo patrocínio será apresentado a partir das 10h30 pelo superintendente de marketing do Corinthians, Gustavo Herbetta, mas o clube preferiu não revelar o nome do patrocinador ainda. Entretanto, a tendência é o que mesmo seja a Apollo Sports Capital, grupo que irá adquirir o direito de usar o espaço das costas do uniforme corintiano.

O acordo deverá render cerca de R$ 10 milhões por ano ao Corinthians e informações dão conta de que o mesmo terá duração de três temporadas, se encerrando apenas em 2019. Recém-criada, a Apollo Sports Capital é formada por um grupo de empresas e investidores e se define, por meio de apresentação em seu site oficial, como uma "plataforma focada em desenvolvimento e ativações de marcas no esporte" e que "é transformadora no desenvolvimento de ativos comerciais e em estratégia de marketing para clubes".

O patrocínio a ser anunciado oficialmente nesta terça-feira deverá confirmar que o clube cederá a parte de trás de seu uniforme para empresas cujo aparecimento dos nomes na camisa irão se revezar em uma espécie de sistema de rodízio.

Ao se apresentar, a Apollo Sports Capital também se define como "uma sociedade por ações de capital fechado, constituída nos termos da Lei 6.404/76, que será capitalizada por um Fundo de Investimento em Participações (FIP) aberto a investidores nacionais e estrangeiros".

O grupo também enfatiza em seu site oficial que seu "foco está direcionado para fora do campo, onde ocorre aumento na base de fãs, vendas de camisas e ingressos, patrocínios expressivos e convergentes, gestão profissional e licenciamento da marca para novos negócios".

Atualmente, o Corinthians tem contrato de patrocínio com a Caixa, que paga R$ 30 milhões ao ano ao clube e exibe sua marca no espaço nobre do uniforme. Para completar, o time também tem acordo com a operadora de telefonia TIM, cujo logotipo é exibido nos números do uniforme, e ainda com a empresa Special Dog, que tem o seu nome exibido nos calções dos jogadores.

REFORMULÃO - Em processo de reformulação, o Corinthians já perdeu quase todo o time titular que foi hexacampeão brasileiro em 2015. O último nome de peso a sair foi Elias. O jogador voltou ao Sporting e renderá uma economia de R$ 16 milhões ao clube, que devia ao próprio time português duas parcelas de 1 milhão de euros (R$ 3,6 milhões) pela compra do volante em 2014. Para completar, o Corinthians ainda se livrou de pagar R$ 500 mil por mês de salários ao atleta até o fim do contrato, que terminava em dezembro de 2017.

As saídas do atacante André e do volante Bruno Henrique, também negociados com times europeus no mês passado, foram outras que ajudaram a diminuir a folha salarial do clube, que antes dessas transações já havia conseguido economizar ao negociar Alexandre Pato com o Villarreal. O atacante tinha um altíssimo salário de R$ 800 mil por mês e seu contrato iria até dezembro.