20°
Máx
14°
Min

Em Salvador, São Paulo perde para o Vitória e flerta novamente com o rebaixamento

(Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net) - São Paulo perde para o Vitória e flerta novamente com o rebaixamento
(Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

O São Paulo flerta mais uma vez com o rebaixamento. Após conquistar dois triunfos consecutivos e se afastar da zona da degola, o time do técnico Ricardo Gomes sofreu o segundo revés em sequência neste domingo, agora para o Vitória, por 2 a 0, no Barradão, e se vê novamente em situação delicada no Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o São Paulo permaneceu com 34 pontos e estacionou no 12.º lugar. Agora está a quatro pontos de distância para o grupo dos quatro últimos, que tem como primeiro integrante o Cruzeiro. O próximo adversário será justamente o vice-líder Flamengo, que briga pelo título com o Palmeiras, no sábado, no Morumbi.

Já o Vitória chegou aos 32 pontos e se garantiu fora da zona de rebaixamento ao assumir o 15º lugar. Assim, ganhou novo fôlego na luta contra a degola antes de voltar a atuar pela competição nacional no próximo sábado, contra a Chapecoense, às 16 horas, em Chapecó. No mesmo dia e horário, o São Paulo medirá forças com o vice-líder Flamengo, no Morumbi.

Os primeiros minutos deixaram transparecer o momento difícil do São Paulo. A necessidade de vencer para não se ver pressionado mais uma vez pela zona de rebaixamento fez o time entrar em campo pilhado. A vontade se misturou com exagero. Novidade na equipe no lugar de Lugano, Lyanco deu um tapa em Marinho na primeira disputa na área. Sorte que o árbitro Francisco Carlos Nascimento não viu. Pouco depois, Hudson recebeu o cartão amarelo por uma entrada mais dura

O nervosismo dificultava também o trabalho ofensivo. O São Paulo até ficava com a posse da bola, mas, muitas vezes, o passe que poderia gerar uma finalização encontrava um jogador em posição de impedimento. Luiz Araújo era o jogador mais lúcido da equipe. O garoto atuava verticalmente, sempre buscando criar jogadas. Foi dele o principal lance do time no primeiro tempo, uma bola que passou pelo goleiro Fernando Miguel e parou na trave, aos 34.

A trave também evitou por duas vezes que o São Paulo fosse para o intervalo em desvantagem. O personagem foi o mesmo, em ambas. Zé Love, de cabeça, aos 17, e depois de pé esquerdo, aos 44, não conseguiu tirar o 0 a 0 do placar na etapa inicial.

Se os times passaram em branco nos primeiros 45, bastaram seis minutos para o gol sair no segundo tempo. Três minutos depois de Carlinhos perder uma chance e dar ao São Paulo um rumo positivo no jogo, Marinho surpreendeu o goleiro Denis em cobrança de falta e fez 1 a 0 para o Vitória.

O gol trouxe à tona o desespero são-paulino. Ricardo Gomes trocou o lateral-esquerdo Mena pelo atacante Robson e iniciou uma busca desenfreada pelo empate. Desorganizado e sem brilho, o São Paulo não conseguiu empatar e ainda sofreu o segundo. Em cobrança de falta da direita, aos 27, Lyanco tentou cortar e marcou contra. Depois disso, com o jogo decidido, o Vitória ainda perdeu algumas chances para ampliar.

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA 2 X 0 SÃO PAULO

VITÓRIA - Fernando Miguel; Diogo Mateus, Ramon, Kanu e Diego Renan (Euller); Willian Farias, Marcelo e Cárdenas (Tiago Real); Kieza, Marinho (Vander) e Zé Love. Técnico: Argel Fucks.

SÃO PAULO - Denis; Buffarini, Rodrigo Caio, Lyanco e Mena (Robson); Hudson, Thiago Mendes, Luiz Araújo (Daniel), Cueva (Gilberto) e Carlinhos; Chávez. Técnico: Ricardo Gomes.

GOLS - Marinho, aos 6, Lyanco (contra), aos 27 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Francisco Carlos Nascimento (AL).

CARTÕES AMARELOS - Hudson, Buffarini, Marcelo, Diego Renan, Zé Love, Lyanco e Vander.

PÚBLICO E RENDA - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio do Barradão, em Salvador (BA).