22°
Máx
14°
Min

Emocionado, Calderano minimiza derrota e exalta campanha no Rio-2016

(Foto: Divulgação/Agencia Brasil)  - Emocionado, Calderano minimiza derrota e exalta campanha no Rio-2016
(Foto: Divulgação/Agencia Brasil)

Hugo Calderano não escondeu as lágrimas após ser eliminado no tênis de mesa, nesta segunda-feira, nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O atleta de apenas 20 anos igualou a melhor campanha de um brasileiro em Olimpíadas ao cair nas oitavas de final, como aconteceu com seu xará Hugo Hoyama em Atlanta-1996.

"[O choro] Não chegou a ser de tristeza. Se eu ganhasse, acho que também iria chorar. É muita emoção jogar essa Olimpíada em casa, com todo mundo torcendo muito. Tênis de mesa não é um esporte popular e foi um momento muito importante para mim", disse Calderano, que empolgou a torcida presente no Pavilhão 3 do Riocentro.

Com uma grande atuação no Rio, o brasileiro lutou bastante nesta segunda, mas não conseguiu passar pelo japonês Jun Mizutani, atual número 6 do mundo. Num duelo equilibrado, Calderano desperdiçou boas chances de vencer o sexto set e forçar a disputa de mais uma parcial.

"Fiquei muito feliz com a campanha em geral. Foi um grande resultado. Claro que deixei escapar a chance de ir ao sétimo set, mas acontece, é o esporte. Ele é um grande jogador. Ainda tenho 20 anos e espero que, com mais experiência, possa levar a melhor. Pode ter sido uma derrota nesse jogo, mas foi uma vitória para o tênis de mesa brasileiro", afirmou.