20°
Máx
14°
Min

Envolvidos em máfia de apostas serão denunciados por formação de quadrilha

Os envolvidos com a máfia de apostas no futebol brasileiro serão denunciados na próxima semana por formação de quadrilha e manipulação de resultados. A informação foi do promotor Paulo Castilho. Os crimes preveem penas de até 10 anos de prisão.

O esquema, investigado há nove meses por meio da Operação Game Over, aliciava jogadores, técnicos e dirigentes para "fazer" resultados de partidas das Séries A2 e A3 do Paulista e competições no Norte e Nordeste. Os chefes da organização são asiáticos, sediados na Indonésia, Malásia e China.

Será pedido à Justiça que as prisões temporárias seja transformadas em preventivas. "Pretendemos descobrir as ramificações, que são os aliciadores e a quantidade de clubes envolvidos", disse o delegado Mario Sergio Pinto.

Segundo as investigações os aliciadores ofereciam de 20 a 30 mil dólares para convencer potenciais aliciados a colaborar com o esquema. Até agora são oito presos. E também são investigados campeonatos no Acre, Maranhão e há indícios envolvendo o Paranaense e o Mato-Grossense.