21°
Máx
17°
Min

Equador arrasa em casa e Chile afunda nas Eliminatórias com 3º jogo sem vitória

(Foto: Divulgação/Estadão)  - Equador arrasa em casa e Chile afunda nas Eliminatórias
(Foto: Divulgação/Estadão)

O Equador fez valer o apoio da torcida nesta quinta-feira para impor contundente vitória sobre o Chile, campeão das duas últimas edições da Copa América - a últimas delas em julho. Jogando em Quito, os anfitriões dominaram os chilenos com facilidade e venceram por 3 a 0, voltando à zona de classificação para a Copa do Mundo de 2018.

Com o triunfo, o Equador superou, ainda que provisoriamente, a seleção brasileira na tabela das Eliminatórias. O time equatoriano chegou aos 16 pontos e alcançou a segunda colocação, atrás apenas do Uruguai. O Brasil enfrentará ainda nesta quinta a seleção da Bolívia, às 21h45, em Natal.

O Chile, por sua vez, segue afundando nas Eliminatórias. Pouco mais de dois meses após se sagrar campeão da Copa América Centenário, nos Estados Unidos, o time chileno estacionou nos 11 pontos, na sétima colocação - somente os quatro primeiros colocados garantem vaga direta no Mundial da Rússia; o quinto disputa a repescagem. O Chile não vence há três jogos nas Eliminatórias.

Em seu terceiro tropeço seguido, o Chile nem de longe lembrava o campeão da Copa América, neste e no ano passado. Contando com seus titulares - Alexis Sanchez, Vidal, Vargas e Aránguiz começaram jogando -, a equipe visitante foi dominada sem impor resistência no primeiro tempo. Praticamente só levou perigo em uma jogada solitária.

O Equador, por sua vez, não cedeu espaço ao rival no gramado do Estádio Olímpico Atahualpa. Aos 11 minutos, Enner Valencia cobrou falta com perigo e mandou por cima do travessão do gol defendido por Claudio Bravo. O gol veio sete minutos depois, em cruzamento do mesmo Valencia para finalização rateira de Antonio Valencia.

Apenas quatro minutos depois, Cristian Ramírez aproveitou vacilo da defesa chilena e mandou para as redes, ampliando a vantagem dos anfitriões. Com maior volume de jogo, o Equador chegava com facilidade na área e jogava para vencer por placar maior.

E, neste ritmo, buscou o terceiro gol logo aos 40 segundos da etapa final. Antonio Valencia bateu de fora da área e Felipe Caicedo desviou no meio do caminho para anotar o terceiro gol da partida.

Daí em diante, o Equador não teve problemas para administrar a boa vantagem no placar. O Chile pouco ameaçou o gol de Dreer e continuava a sofrer ameaças na defesa. Até gritos de "olé" o time chileno ouviu das arquibancadas em Quito.

Nos minutos finais, o Equador levou um susto, mas não por causa do ataque chileno. Enner Valencia, aparentando forte cansaço, precisou deixar o gramado de maca. Entrou na ambulância usando uma máscara de oxigênio. Até o apito final, a seleção equatoriana não havia revelado informações sobre o estado de saúde do atacante.