22°
Máx
14°
Min

‘ET do futebol’, Tencati completa cinco anos no Londrina e fala sobre reforços

(foto: Altair Souza/Rede Massa) - ‘ET do futebol’, Tencati completa cinco anos no Londrina e fala sobre reforços
(foto: Altair Souza/Rede Massa)

Há cinco anos, o quase desconhecido Cláudio Tencati assumia o comando do Londrina Esporte Clube em uma posição indigesta. Resgatado das cinzas após uma intervenção judicial, o Tubarão disputava a Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense com um elenco jovem e igualmente desacreditado.

Passados cinco anos, Tencati virou exceção em um esporte no qual treinador é peça descartável diante de resultados negativos. É o técnico mais longevo do futebol profissional no país, conquistando dois acessos consecutivos em divisões nacionais e tirando o clube de um jejum de mais de 20 anos sem títulos.

“Fiz uma viagem e por onde eu passava as pessoas falavam disso (longevidade no cargo). ‘Você é um ET do futebol, ter esse tempo de casa é difícil’. Fico contente por ser uma referência de projeto. Treinador precisa de tempo, fazer com que seu elenco entenda um processo de trabalho, institua uma maneira de jogo, e isso não é da noite para o dia. Espero, na minha saída, ter o Londrina na Série A. Vamos sonhar juntos e trabalhar para isso”, afirmou o treinador em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (20) no VGD.

Questionado sobre um ponto final na trajetória dentro do alviceleste, Tencati preferiu deixar em aberto. “Uma hora tem que acontecer. É claro que vai chegar o momento que vai ser inevitável. Vou cumprir as metas como Londrina, mas tenho minhas ambições. Vai acontecer, quando eu não sei. (Atuar fora do país) é também uma meta. Se aparecer, estaremos preparados”.

Reforços

O treinador do Londrina esteve no início da semana em São Paulo, visitando clubes e empresários na busca por reforços visando a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Até agora, foram feitos contatos com Palmeiras, Corinthians, São Paulo e Atlético Mineiro. “Nada que clareou diretamente. Não temos ninguém contratado ainda, é bastante especulação. O Palmeiras disponibilizou uma lista, mas tem três ou quatro nomes que eu queria, mas tem clubes da Série A interessados, que vão pagar salário, aí já dificulta para nós”, afirmou o treinador, que procura quatro reforços pontuais para as duas laterais, um atacante de beirada e mais um meio-campista. “Já temos engatilhadas as peças, a luta está no custo. Precisamos de experiência, qualidade e não podemos errar”.

(colaborou Larissa Fernandes/Rede Massa)