23°
Máx
12°
Min

Flamengo derrota o Santa Cruz no Pacaembu e continua na caça ao líder Palmeiras

(Foto: Divulgação)  - Flamengo derrota o Santa Cruz no Pacaembu e continua na caça ao líder
(Foto: Divulgação)

Depois de ver o Palmeiras abrir três pontos na liderança do Campeonato Brasileiro na última rodada, o Flamengo entrou em campo sabendo que não poderia tropeçar contra o Santa Cruz. Se a pressão já era grande, para o garoto Felipe Vizeu era ainda maior. Com a responsabilidade de substituir Guerrero, defendendo a seleção peruana, e Leandro Damião, suspenso, o jovem atacante não fez feio e ajudou o clube carioca garantir a vitória por 3 a 0, no Pacaembu lotado.

Em sua terceira partida realizada em São Paulo na temporada como mandante, o Flamengo começou o jogo bastante modificado. E foi do pé de três apostas de Zé Ricardo que nasceu o primeiro gol do jogo. Chiquinho encontrou Everton aberto pelo lado esquerdo. O meia foi mais rápido que a zaga e rolou para Vizeu abrir o placar, logo no início da partida.

Apesar do começo avassalador, a equipe carioca não conseguiu acionar mais nenhuma vez na primeira etapa seu homem de referência. Liberado da seleção brasileira sub-20 para o confronto, o atacante apenas viu Everton e Chiquinho desperdiçarem duas boas chances de ampliar.

Do lado do Santa Cruz, o trio Keno, Arthur e Grafite até se movimentou bastante, mas não conseguiu acertar a meta de Paulo Victor, que substituiu Muralha, convocado por Tite para a seleção brasileira. Quem também pouco produziu foi o veterano Léo Moura. Ídolo do Flamengo, que defendeu por 519 oportunidades, o lateral-direito foi muito vaiado pelos torcedores por conta do processo que move na Justiça contra o clube.

Na saída para o intervalo, Grafite não escondia a insatisfação com os erros na saída de bola da defesa de sua equipe. Ciente desta dificuldade, os cariocas voltaram com a marcação muito adiantada. O objetivo era claro, roubar a bola e tentar acionar Felipe Vizeu. Por duas vezes, a bola passou pelo atacante depois de cruzamentos.

Depois de tanto insistir, a estratégia surtiu efeito aos 11 minutos. Diego apareceu livre dentro da área, após cobrança de escanteio, e exigiu grande defesa de Edson Kölln. A bola tocou na trave e sobrou nos pés de William Arão, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo do gol.

Artilheiro do Flamengo no Brasileirão ao lado de Guerrero, com cinco gols, Felipe Vizeu deixou o gramado aos 30 minutos muito aplaudido. Do banco, ele viu seu substituto, Emerson Sheik, acionar Marcelo Cirino para dar números finais ao jogo. O rápido atacante partiu livre do meio de campo, driblou o goleiro Kolln e mandou para o fundo das redes. Completamente entregue em campo, o Santa Cruz ainda perdeu Allan expulso antes do apito final.

Em segundo lugar no Brasileirão com 57 pontos, o Flamengo volta a campo na próxima quinta-feira no clássico contra o Fluminense no Estádio Raulino de Oliveira. Para o confronto, Zé Ricardo contará com os retornos dos selecionáveis Alex Muralha e Guerrero, e com os suspensos Damião e Jorge.

Dono da pior campanha do segundo turno, o Santa Cruz, o vice-lanterna com 23 pontos, encara o Corinthians, no mesmo dia, na Arena Pantanal. De olho em uma renda maior, a diretoria do clube decidiu negociar o mando de campo.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 3 x 0 SANTA CRUZ

FLAMENGO - Paulo Victor; Pará, Réver, Rafael Vaz e Chiquinho (Marcelo Cirino); Márcio Araújo, Willian Arão, Alan Patrick (Fernandinho), Everton e Diego; Felipe Vizeu (Emerson Sheik) Técnico: Zé Ricardo.

SANTA CRUZ - Edson Kolln; Léo Moura, Wellington, Luan Peres e Allan; Uillian Correia (Mazinho), Jadson e João Paulo; Arthur (Marion), Keno e Grafite (Bruno Moraes); Técnico: Doriva.

GOLS - Felipe Vizeu, aos 6 minutos do primeiro tempo; Willian Arão, aos 11, e Marcelo Cirino, aos 40 do segundo tempo.

ÁRBITRO - Ricardo Marques Ribeiro (Fifa/MG).

CARTÃO AMARELO - Alan Patrick (Flamengo).

CARTÃO VERMELHO - Allan (Santa Cruz).

RENDA - R$ 1.103.380.

PÚBLICO - 21.773 pagantes.

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).