22°
Máx
16°
Min

Flamengo e Fluminense empatam por 0 a 0 e repetem placar de 1942 no Pacaembu

Flamengo e Fluminense bem que tentaram, mas ficaram no 0 a 0 pela segunda rodada da Taça Guanabara no estádio do Pacaembu, em São Paulo, e repetiram o placar do jogo amistoso de 1942 - única outra vez em que duelaram no estádio paulistano. Com o resultado deste domingo, o time rubro-negro ficou com quatro, a dois do líder Vasco, enquanto a equipe tricolor tem apenas dois e segue sem vencer nesta segunda fase do Campeonato Carioca.

Com o Pacaembu cheio - mais de 30 mil pessoas estiveram ali -, o clássico teve um gosto especial. Ambos os times não fugiram às responsabilidades e fizeram boas jogadas. A partida teve muita marcação e contra-ataques emocionantes. Os goleiros Paulo Victor e Diego Cavalieri foram bem quando acionados. No Flamengo, Emerson Sheik e Ederson, que saiu aplaudido pela torcida, jogaram bem. No Fluminense, o capitão Fred não teve uma oportunidade para marcar um gol e saiu apagado de campo. Gustavo Scarpa e Gerson se movimentaram bem e criaram boas jogadas.

As equipes voltam a campo na quarta-feira para as semifinais da Copa Sul-Minas-Rio. O Fluminense enfrenta o Internacional no estádio Mané Garrincha, em Brasília, às 19h15, e o Flamengo recebe o Atlético-PR no estádio Raulino Oliveira, em Volta Redonda, às 21h30.

JOGO - A partida começou equilibrada. Os times se estudaram para achar brechas nos sistemas defensivos. O Fluminense chegou bem aos 4 minutos, com Diego Souza pela direita, que cruzou, mas não havia ninguém para completar o lance. O rubro-negro respondeu aos 12 minutos, após cruzamento de Emerson Sheik, quando a bola sobrou quicando na pequena área para Wallace. O zagueiro bateu mas Diego Cavalieri, bem posicionado, abafou para escanteio.

O Flamengo, que contou com apoio maciço de sua torcida, pressionou bastante. Aos 19, Ederson cruzou uma bola venenosa na área. O time tricolor reagiu e quase abriu o placar na sequência. Gustavo Scarpa escapou bem pela esquerda, cruzou na área e Jorge levou vantagem sobre Gerson para afastar a bola da área. Chegada perigosa do time das Laranjeiras. Em escanteio aos 26, Cícero subiu sozinho e cabeceou com força muito perto da trave.

Marcelo Cirino e Ederson criaram boas jogadas, especialmente pelo lado direito, mas não finalizaram com muito perigo. Gérson e Cícero também fizeram boa dupla e armaram bons lances. O jogo seguiu disputado até o apito final da primeira etapa.

O time tricolor voltou animado. Logo aos 2 minutos, Scarpa recebeu com espaço na intermediária frontal e bateu forte. Paulo Victor fez boa defesa. O rubro-negro respondeu em contra-ataque de Emerson Sheik, que arrancou e chutou de fora da área sem perigo para Diego Cavalieri.

O jogo ficou ainda mais duro. Muita marcação e roubadas de bola, que geraram lances perigosos. O Flamengo teve mais posse de bola, mas o Fluminense soube aproveitar os espaços e chegava bem em contra-ataque. Como no lançamento de Diego Souza para Gerson, pela esquerda, livre. O meia cruzou na área e Paulo Victor se adiantou e defendeu, salvando seu time. Cansado, o clube da Gávea perdeu movimentação e começou a trocar muitos passes. Errou muitos lançamentos e passes longos.

As equipes seguiram criando lances envolventes, mas, apesar da vontade, não foram bem-sucedidos o suficiente para abrir o placar. Após muita correria, os jogadores pareciam exaustos no final do tempo regulamentar. Setenta e quatro anos depois, o clássico no Pacaembu repetiu o placar de 0 a 0, mas levou muita emoção aos torcedores cariocas em São Paulo.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 0 X 0 FLUMINENSE

FLAMENGO - Paulo Victor; Rodinei, Wallace, Juan, Jorge; Cuéllar, William Arão, Ederson (Alan Patrick); Marcelo Cirino (Gabriel), Paolo Guerrero e Emerson. Técnico: Muricy Ramalho.

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Jonathan, Gum, Henrique, Wellington Silva; Pierre, Cícero, Gerson, Diego Souza (Marcos Junior), Gustavo Scarpa (Magno Alves); e Fred (Osvaldo). Técnico: Levir Culpi.

ÁRBITRO - Rodrigo Carvalhaes de Miranda.

CARTÕES AMARELOS - Juan e Rodinei (Flamengo); Pierre, Henrique e Diego Souza (Fluminense).

RENDA - 28.727 pagantes (30.188 ao total).

PÚBLICO - R$ 1.374.375.00.

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).