22°
Máx
16°
Min

Flamengo vence o América-MG por 1 a 0 e fica perto da semifinal da Sul-Minas-Rio

O Flamengo não decepcionou os torcedores que compareceram ao estádio Kléber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo, e venceu o América-MG por 1 a 0, na segunda rodada da Copa Sul-Minas-Rio. Com o resultado, o time rubro-negro assume a liderança do Grupo C, com seis pontos, e o mineiro cai para a terceira posição, com três.

Apesar da vitória, o time carioca exibiu dificuldade para furar o sistema defensivo dos mineiros. Sem Emerson, a equipe demorou a mostrar jogadas perigosas e apostou em lançamentos longos infrutíferos. Estreante do dia, Cuellar não fez uma exibição de destaque e o esquema tático desenhado pelo técnico Muricy Ramalho não foi envolvente - e ainda se mostrou frágil defensivamente.

O América-MG, por sua vez, teve uma atuação incisiva e inteligente, neutralizando o rival rubro-negro e aproveitando os espaços. Seu setor ofensivo, porém, não foi eficiente.

Os clubes voltam a campo para os respectivos campeonatos estaduais. O América-MG enfrenta a Caldense neste sábado, às 17 horas, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela quarta rodada do Campeonato Mineiro. O Flamengo duela contra o rival Fluminense, pela quinta rodada do Campeonato Carioca, em Brasília, no domingo, às 19h30.

O JOGO - Logo no primeiro minuto, Paulo Victor foi exigido. Após jogada pela direita do América-MG, Osman ficou cara a cara com o goleiro dentro da área e bateu forte. No reflexo, o arqueiro rubro-negro espalmou para escanteio.

O time mineiro veio agressivo e organizado, marcando bem e esperando qualquer oportunidade para atacar. O clube rubro-negro teve dificuldade em criar jogadas e esbarrou no sistema defensivo bem postado do adversário em suas investidas. A estratégia do América-MG foi bem sucedida e travou os avanços do clube da Gávea. O Flamengo até chutou a gol, mas levou pouco perigo. Mancuello se movimentou muito e, apesar de não ser brilhante, provou que tem vontade de jogar.

Na volta do intervalo, os rubro-negros conseguiram abrir o placar logo no segundo minuto. No lance que inaugurou a etapa, Gabriel cruzou, a bola bateu nas mãos do lateral-direito Jonas e o árbitro catarinense Braulio Machado marcou pênalti para os cariocas. Everton bateu, deslocou o goleiro e fez o primeiro do Flamengo.

Com a desvantagem, os mineiros foram obrigados a atacar mais e a partida ficou aberta. Aos 12 minutos, em uma triangulação e um passe de calcanhar, Guerrero deixou Gabriel cara a cara com João Ricardo. O atacante o driblou e empurrou a bola para o fundo da rede. A arbitragem, no entanto, viu impedimento no lance e anulou o tento. O jogador rubro-negro, porém, estava na mesma linha do zagueiro e em posição regular. No lance seguinte, Osman recebeu lançamento e ficou frente a frente com Paulo Victor, que se antecipou e defendeu a bola, salvando o Flamengo.

As entradas de William Arão e de Marcelo Cirino deram um pouco de fôlego ao time rubro-negro, que fazia uma partida lenta. Aos 36 minutos, Everton levantou para Cirino, na ponta direita da pequena área, que tocou para Arão, livre debaixo da trave. O zagueiro se antecipou e cortou a bola no travessão. Com o placar a seu favor, o Flamengo se concentrou mais em administrar o jogo até o apito final e anular o adversário.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 1 x 0 AMÉRICA-MG

FLAMENGO - Paulo Victor; Rodinei, Wallace, Juan e Jorge; Cuellar, Márcio Araújo e Mancuello (Marcelo Cirino); Everton, Gabriel (William Arão) e Guerrero (Felipe Vizeu). Técnico: Muricy Ramalho.

AMÉRICA-MG - João Ricardo; Jonas, Alison, Sueliton e Danilo Barcelos; Leandro Guerreiro (Ernandes), Pablo, Rafael Bastos, Tony e Osman (Victor Rangel); e Bruno Sávio (Tiago Luis). Técnico: Givanildo Oliveira.

GOL - Everton (pênalti), aos 2 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Wallace (Flamengo); Rafael Bastos, Leandro Guerreiro e Jonas (América-MG).

ÁRBITRO - Bráulio Machado (SC).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Kléber Andrade, em Caricica (ES).