22°
Máx
17°
Min

Flamengo volta a vencer após seis jogos e segue vivo no Carioca

Foto: Bruno Cantini/Atlético MG - Flamengo volta a vencer após seis jogos e segue vivo no Carioca
Foto: Bruno Cantini/Atlético MG

O Flamengo reagiu no Campeonato Carioca e venceu o Boavista por 3 a 0, neste sábado, no Raulino Oliveira, em Volta Redonda, pela sexta rodada da Taça Guanabara. O triunfo era essencial ao time da Gávea, pois poderia até ser eliminado neste fim de semana caso tropeçasse. Com a vitória, o time chegou aos nove pontos, na terceira posição. O Boavista permanece com seis pontos, na sexta colocação.

A equipe da Gávea vinha de uma sequência de seis jogos sem vitória, o que inclusive provocou a sua eliminação na Copa da Primeira Liga, a Sul-Minas-Rio. A vitória era considerara fundamental para evitar uma crise. Agora, depende do resultado dos jogos do Botafogo e Volta Redonda para terminar a penúltima rodada da Taça Guanabara na zona de classificação às semifinais.

O time do Flamengo teve boa atuação, neutralizou o Boavista, que não levou perigo, e conseguiu ser equilibrado para garantir o triunfo. Com o controle da posse de bola, a equipe foi intensa, construiu bem as jogadas e mostrou entrosamento. O argentino Mancuello marcou pela primeira vez com a camisa do time, em linda cobrança de falta, e o atacante Guerrero voltou a balançar as redes depois de cinco partidas sem marcar.

O JOGO - Precisando vencer, o Flamengo iniciou a partida pressionando o adversário. Logo no primeiro minuto, Alan Patrick encontrou William Arão bem posicionado dentro área. O volante bateu cruzado e o goleiro Vinicius fez boa defesa. O time da Gávea não deixava o Boavista ultrapassar o meio-de-campo. Aos 8, Marcelo Cirino ajeitou para Guerrero, que furou o chute e desperdiçou boa oportunidade.

Mancuello teve o retorno que desejava ao time. Aos 15, cobrou com maestria uma falta na quina esquerda da área. Acertou o ângulo direito do goleiro Vinicius e fez, em grande estilo, seu primeiro gol com a camisa rubro-negra.

Depois do gol, o Flamengo diminuiu o ritmo, esperando mais brechas. E de pé em pé, o time encontrou seu segundo gol. Rodinei fez belo passe dentro da área e, entre três zagueiros, encontrou Marcelo Cirino livre. O atacante dominou com a esquerda, girou e finalizou com a direita sem chance para Vinicius.

O Boavista não ofereceu perigo e o Flamengo seguiu atacando até o intervalo, porém sem lances de maior perigo. Na volta do intervalo, a partida seguiu no mesma toada: domínio flamenguista e o Boavista sem representar perigo. Foram três finalizações nos primeiros cinco minutos. Aos 12, Paolo Guerrero quebrou um jejum de cinco jogos sem gols. O goleiro Vinicius tentou sair jogando, mas o atacante roubou a bola e ampliou o placar para o Flamengo: 3 a 0.

No restante da partida, o jogo seguiu sob domínio do time da Gávea. Com o passar do tempo, o Boavista, além de não incomodar, passou a ficar cansado e errar passes até na de bola. Os flamenguistas evitaram acelerar o jogo e administraram a vantagem até o final.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 3 X 0 BOAVISTA

FLAMENGO - Paulo Victor; Rodinei, Wallace, Juan (César Martins), Jorge; Cuéllar, Willian Arão, Mancuello (Mancuello), Alan Patrick; Marcelo Cirino (Gabriel) e Paolo Guerrero. Técnico: Muricy Ramalho.

BOAVISTA - Vinícius (Milton Raphael); Léo Cunha, Anderson Luiz, Luiz Alberto, Romarinho (Caio); Douglas Pedroso, Thiago Silva, Willian Maranhão; Reinaldo (André Luis), Matheus Paraná e Leandrão. Técnico: Rodrigo Beckham.

GOLS - Mancuello, aos 15, Marcelo Cirino, aos 30 minutos do primeiro tempo; Paolo Guerrero, aos 12 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Leonardo Garcia Cavaleiro

CARTÕES AMARELOS - Alan Patrick (Flamengo); Anderson Luiz, Luiz Alberto (Boavista)

PÚBLICO - 3.086 pagantes (4.648 presentes)

RENDA - R$ 78.190,00

LOCAL - Estádio Raulino Oliveira, em Volta Redonda (RJ).