27°
Máx
13°
Min

Fluminense esquece polêmica com Fred, bate o Volta Redonda e garante vaga

(Foto: Divulgação)  - Fluminense esquece polêmica com Fred, bate o Volta Redonda e garante vaga
(Foto: Divulgação)

Em meio à polêmica envolvendo o atacante Fred, que se desentendeu com o técnico Levir Culpi, não foi escalado e pode deixar o clube, o Fluminense venceu o Volta Redonda por 2 a 0 neste domingo, no estádio Raulino Oliveira, pela sexta rodada da Taça Guanabara. O time tricolor chegou a 11 jogos invictos e garantiu a classificação para as semifinais do Campeonato Carioca.

O Fluminense chegou a 14 pontos e também reassumiu a liderança da Taça Guanabara, perdida provisoriamente com a vitória do Vasco no sábado. As duas equipes, aliás, farão o clássico do próximo domingo, em Manaus. Com sete pontos, o Volta Redonda parou na quinta colocação e deixou a zona de classificação. No domingo que vem, tentará se recuperar contra o lanterna Madureira.

O Fluminense não teve grandes dificuldades neste domingo. Contou com uma boa atuação, especialmente no primeiro tempo, do veterano Magno Alves, autor do primeiro gol, e uma entrada triunfal do volante Edson, que marcou em seu primeiro lance em campo. Apesar disso, mostrou algumas vulnerabilidades na defesa e caiu de produção no segundo tempo.

O Volta Redonda não fez uma partida brilhante, mas chegou com perigo ao gol. Vinicius Pacheco e Dija Baiano estiveram muito perto de marcar, mas não foram bem sucedidos. No fim, o que diferenciou as equipes foi a qualidade na hora da finalização.

O JOGO - O Fluminense, como esperado, dominou o início da partida. Até os 20 minutos, teve 54% da posse de bola. Gustavo Scarpa, Osvaldo e Magno Alves criaram algumas jogadas interessantes, mas que não levaram grande perigo ao goleiro Mota.

Na ausência de Fred, o veterano Magno Alves não fugiu à responsabilidade. Em contra-ataque pela direita, aos 32 minutos, Jonathan cruzou rasteiro para o atacante, que fintou o zagueiro e chutou forte para o fundo das redes. O jogo seguiu morno até que, aos 40 minutos, Henrique errou a saída de bola e deixou Dija Baiano livre dentro da área na frente de Cavalieri. O meia finalizou, mas Gum esticou a perna e desviou a bola para escanteio.

Na segunda etapa, o Fluminense recuou e, estrategicamente, se preparou para avançar no contra-ataque. O espaço deu margem para o Volta Redonda pressionar. Aos cinco, Dija Baiano cruzou e Tiago Amaral cabeceou com perigo, passando perto da trave de Cavalieri. Aos 15, Vinicius Pacheco recebeu cara a cara com Cavalieri e bateu rasteiro na saída do goleiro. A bola passou muito perto do alvo.

Mas no futebol, costumeiramente, quem não faz, leva. Aos 23 minutos, o Volta Redonda pôde sentir na pele a máxima. O volante Edson, que havia acabado de entrar, recebeu a bola de Cícero durante um contra-ataque e chegou frente à frente com Mota. Chutou com categoria para encobri-lo e ampliar a vantagem tricolor no placar.

Após o segundo gol, o Volta Redonda pareceu perder o ímpeto. O treinador Felipe Surian mexeu e colocou uma escalação mais ofensiva. O time pressionou e quase chegou ao gol com Dija Baiano, aos 39 minutos, em chute que raspou na trave. As tentativas acabaram infrutíferas e o Volta Redonda não reverteu o placar.

FICHA TÉCNICA

VOLTA REDONDA 0 X 2 FLUMINENSE

VOLTA REDONDA - Mota; Luiz Gustavo (Marrone), Luan, Mailson e Cristiano (Bruno Pernão); Bruno Barra, Marcelo, Vinícius Pacheco (Hugo) e Dija Baiano; Niltinho e Tiago Amaral. Técnico: Felipe Surian.

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Jonathan (Giovanni), Gum, Henrique e Wellington Silva; Pierre, Cícero, Gerson (Edson) e Gustavo Scarpa; Marcos Junior(Osvaldo) e Magno Alves. Técnico: Levir Culpi.

GOLS - Magno Alves, aos 32 minutos do primeiro. Edson, aos 23 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Tiago Amaral e Marcelo (Volta Redonda).

ÁRBITRO - Wagner do Nascimento Magalhães.

PÚBLICO - 3.421 presentes (2.101 pagantes).

RENDA - R$ 54.615,00.

LOCAL - Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).