28°
Máx
17°
Min

Fluminense vence Sport de virada, desbanca Santos e entra no G4

Gum fez um gol contra, mas Fluminense virou e entro no G4. (Foto: Ricardo Stuckert/ CBF) - Fluminense vence Sport de virada, desbanca Santos e entra no G4
Gum fez um gol contra, mas Fluminense virou e entro no G4. (Foto: Ricardo Stuckert/ CBF)

O Fluminense até teve dificuldades, mas obteve um importante resultado neste sábado. Embalado por duas vitórias consecutivas fora de casa, contra Grêmio e Corinthians, o time manteve a boa sequência e derrotou o Sport de virada, por 3 a 1, no Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ), em partida válida pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado colocou a equipe momentaneamente na quarta colocação, com 46 pontos, um a mais que o Santos, que recebe o Atlético Paranaense ainda neste sábado. O Sport, com 33 pontos, segue próximo da zona de rebaixamento.

Após a boa vitória deste sábado, o Fluminense tenta manter a sequência contra o Santos, quarta-feira, na Vila Belmiro, pela 29ª rodada do Brasileirão, em confronto direto pela quarta colocação. Já o Sport recebe o São Paulo no mesmo dia.

O JOGO - Para a partida deste sábado, o entusiasmo do time carioca era grande. A torcida do Fluminense esgotou os ingressos do Giulite Coutinho e Levir Culpi repetiu o quarteto ofensivo formado por Cícero, Gustavo Scarpa, Wellington e Marcos Júnior, escalado na vitória contra o Corinthians, fora de casa. Mas o desempenho inicial esteve longe de ser o mesmo.

Muito vaiado pela torcida do Fluminense, clube em que chegou a atuar no início do ano, Diego Souza logo ditou o ritmo. Mesmo atuando fora de casa, o Sport começou melhor, dominou o meio-campo e criou as primeiras oportunidades. Aos quatro minutos, de trivela, o meia deu bonito cruzamento e Rogério apareceu sozinho, mas cabeceou para fora.

O Sport manteve a pressão. Aos 10, Diego Souza bateu falta com firmeza e Julio César espalmou para escanteio. E, na cobrança, Gabriel Xavier levantou na primeira trave, o goleiro saiu mal e Gum, com um leve toque, desviou contra o próprio gol. Para o desespero da torcida carioca, o time visitante abria o placar.

O gol, contudo, pouco alterou o panorama do jogo. O Sport seguiu melhor - apostando agora nos contra-ataques - e pouco foi ameaçado nos minutos seguintes. Somente aos 27 o Fluminense criou a primeira oportunidade: Gustavo Scarpa avançou pela direita e bateu da entrada da área, colocado, para boa defesa de Magrão. Dez minutos depois, após bonita tabela, Marcos Júnior recebeu sozinho dentro da área, mas bateu fraco, em cima do goleiro.

No segundo tempo, o técnico Levir Culpi colocou Richarlison no lugar do volante Douglas. Mais ofensivo, com três atacantes e Cícero atuando mais recuado, o Fluminense mudou o ritmo do jogo. Logo encurralou o adversário e não demorou a construir a virada.

A primeira boa chance veio aos seis minutos, após Wellington Silva arriscar de fora da área. Dois minutos depois, o mesmo atacante driblou dois marcadores e bateu rasteiro. O goleiro, desta vez, espalmou mal, para o meio da área, e Marcos Júnior só empurrou para as redes. Os jogadores do Sport até pediram impedimento, mas o gol foi validado.

A pressão do Fluminense se manteve nos minutos seguintes. Richarlison, aos 11, recebeu na esquerda e bateu firme, para boa defesa de Magrão. Mas, dez minutos depois, não deu para o goleiro: novamente pela esquerda, o próprio Richarlison avançou sozinho, chutou rasteiro e assegurou a virada.

O técnico Oswaldo de Oliveira ainda buscou tornar o Sport mais ofensivo, colocando Vinícius Araújo no lugar de Gabriel Xavier. O domínio, porém, seguiu com o Fluminense. E, já aos 41, Gustavo Scarpa recebeu pela esquerda e deu uma cavadinha, finalizando o placar com um belo gol.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 3 x 1 SPORT

FLUMINENSE - Julio César; Wellington Silva, Gum, Henrique e William Matheus; Pierre, Douglas (Richarlison), Cícero e Gustavo Scarpa; Wellington Silva (Magno Alves) e Marcos Júnior (Marquinho). Técnico: Levir Culpi.

SPORT - Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Rodney Wallace; Rithely, Paulo Roberto (Neto Moura), Diego Souza, Gabriel Xavier (Vinícius Araújo) e Everton Felipe (Lenis); Rogério. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

GOLS - Gum (contra), aos 10 minutos do primeiro tempo. Wellington Silva, aos 8, Richarlison, aos 21, e Gustavo Scarpa, aos 41 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Cícero (Fluminense); Durval, Paulo Roberto e Rodney Wallace (Sport).

ÁRBITRO - Leandro Pedro Vuaden (RS).

RENDA - R$ 243.815,00.

PÚBLICO - 7.801 pagantes (9.008 no total).

LOCAL - Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ).