21°
Máx
17°
Min

Fluminense vence Ypiranga-RS no Sul, segue na Copa do Brasil e alivia pressão

(Foto: Divulgação)  - Fluminense vence Ypiranga-RS no Sul, e segue na Copa do Brasil
(Foto: Divulgação)

O fraco futebol do Campeonato Brasileiro foi o mesmo, mas o suficiente para o Fluminense vencer o Ypiranga-RS por 2 a 0, nesta quarta-feira, no estádio Colosso da Lagoa, em Erechim (RS). Como havia empatado por 1 a 1 no jogo disputado no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), o time tricolor garantiu a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil.

O adversário carioca será conhecido por meio de sorteio na próxima terça-feira, com os classificados na terceira fase e os times que estavam na Copa Libertadores - Corinthians, Palmeiras, Atlético Mineiro, Grêmio e São Paulo -, além do Internacional, que conquistou a vaga pela posição no último Campeonato Brasileiro.

Apesar da pressão por uma vitória, o Fluminense não se comportou como um time que precisava vencer. Com certa apatia e lentidão, o time comandado pelo técnico Levir Culpi foi presa fácil para a defesa adversária e não conseguiu furar o bloqueio. As únicas tentativas eram de longa distância, com Gustavo Scarpa e Cícero, mas sem sucesso.

Recuperado de lesão, Gustavo Scarpa não conseguiu repetir o bom futebol de antes. Sem ritmo de jogo, teve movimentação ruim e não fez uma boa apresentação. O melhor momento do meia foi em um escanteio, quando cobrou fechado e quase marcou um gol olímpico. Carlão estava atento e afastou o perigo.

Aos 33 minutos, quase sofreu o gol. João Paulo recebeu livre na área para finalizar, mas estava em impedimento. No segundo tempo, Levir Culpi tirou o volante Edson para a entrada do estreante Wellington. Com isso, Gustavo Scarpa foi recuado para a armação e o time cresceu. Com o time mais lúcido, foram duas jogadas em 10 minutos. A melhor com Wellington Silva, que driblou a defesa e quase fez bonito gol.

Outro que estreou foi Henrique Dourado, mas como titular. Apagado em campo, a primeira tentativa do centroavante foi aos 17 minutos, em cabeçada defendida por Carlão. Melhor em campo e com um adversário sem causar perigo, o gol tricolor era questão de tempo. Aos 27, Douglas cruzou para Renato Chaves ajeitar para Cícero concluir: 1 a 0.

A vantagem tricolor não demorou. Lesionado, Henrique Dourado foi substituído por Magno Alves. Na primeira jogada do atacante, aos 36 minutos, ele aproveitou passe de Gustavo Scarpa e concluiu de cabeça: 2 a 0. Mesmo em casa, o Ypiranga-RS não mostrou reação e não pressionou o Fluminense em momento algum. Com a partida sob controle, o time tricolor aguardou o apito final para avançar na competição e respirar aliviado.

FICHA TÉCNICA

YPIRANGA-RS 0 x 2 FLUMINENSE

YPIRANGA-RS - Carlão; Márcio, Negretti, Carlos Farias e Sander; Daniel, Robson, Danilinho (Maycon) e Mikael; Túlio Renan (Rafael Alemão) e João Paulo. Técnico: Leocir Dal'Astra.

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Wellington Silva, Renato Chaves, Henrique e William Matheus; Edson (Wellington), Douglas e Cícero; Gustavo Scarpa, Marcos Júnior (Dudu) e Henrique Dourado (Magno Alves). Técnico: Levir Culpi.

GOLS - Cícero, aos 27, e Magno Alves, aos 36 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - João Paulo, Maycon e Mikael (Ypiranga-RS); Renato Chaves (Fluminense).

ÁRBITRO - Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim (RS).