28°
Máx
17°
Min

Fred explica atrito com Levir e promete 'união' pelo Fluminense

Não durou nem uma semana o afastamento de Fred no Fluminense. O atacante, que havia expressado seu desejo de deixar o clube depois de um atrito com o técnico Levir Culpi foi reintegrado ao elenco nesta quinta-feira e treinou com o time na Escola de Educação Física do Exército, na Urca. Depois, concedeu entrevista coletiva e deu sua versão sobre a história.

Segundo ele, após uma partida - que seria a diante do Madureira, no fim de semana retrasado -, houve uma discussão no vestiário. No dia seguinte, Levir Culpi reuniu o grupo e criticou Fred porque o atacante havia "humilhado" um companheiro - no caso, o meia Gustavo Scarpa.

"Me entristeceu, não aceitei. Jamais vou fazer algo assim. Ele não conhecia a história aqui. Esse jogador eu engraxei a chuteira quando me deu passe. Eu ajudei esse jogador. Eu chorei com gol dele. Aquilo me deixou muito mal. Eu tenho uma forma de pensar, de agir dentro do vestiário. Ninguém vai me mudar, é meu jeito. Lidero a equipe há sete anos", disse.

De acordo com Fred, as discussões de vestiário são normais e depois tudo se acerta naturalmente: "Morre ali". Ao requentar a discussão, Levir teria entendido mal a reação do atacante. "Foram dias complicados para todos, especialmente para mim. Eu sei que o Fluminense é a minha casa."

Agora ele promete voltar "mais forte". "O trabalho está sendo perfeito. Sabemos que uma hora pode ter derrota. Podemos conquistar títulos. O que a gente tem que fazer agora é limpar as mágoas, tirar o rancor e dar a mão um pro outro. Eles sabem que posso ser importante para eles. Todas as vezes que o clube me deu a mão, isso deu certo. E quero agradecer ao clube por me dar mais uma vez", destacou Fred.