24°
Máx
17°
Min

Gabriel Jesus admite responsabilidade na seleção, mas evita empolgação com a '9'

Prestes a vestir a famosa camisa 9 da seleção brasileira, que já pertenceu a craques como Tostão, Ronaldo e Careca, o atacante Gabriel Jesus disse nesta segunda-feira que a escolha, logo em sua primeira convocação para a equipe principal, não vai influir em sua maneira de ser.

O atacante do Palmeiras vive a expectativa de ser titular no jogo da próxima quinta-feira, contra o Equador, em Quito, mas entende que o mais importante é a vontade de colaborar com o grupo e com o técnico Tite nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

"É uma responsabilidade muito grande essa camisa, mas não me importo com a numeração. Quero é ajudar a equipe, estou à disposição", disse na tarde desta segunda-feira, ao se apresentar no hotel em que a delegação está concentrada.

Medalha de ouro na Olimpíada do Rio de Janeiro, recém-terminada, Gabriel Jesus aposta que não terá muita dificuldade em se adaptar ao novo grupo de jogadores. "Estou tranquilo, sossegado, muito feliz de estar aqui na seleção. Por onde eu passo, fico bem à vontade", declarou.

Assim como Gabriel Jesus, o técnico Tite também está estreando na seleção principal. Para o atacante do Palmeiras, essa nova fase da seleção é bem salutar. "Mudanças às vezes são importantes. É um novo trabalho agora, não só pela convocação de alguns jogadores pela primeira vez, mas pela conquista da Olimpíada, que também ajuda um pouco a melhorar (o clima). É um novo recomeço para a seleção."