22°
Máx
17°
Min

Gabriel Jesus diz que Libertadores o ensinou a jogar nas Eliminatórias

Com 19 anos e três gols em três jogos pela seleção brasileira, o atacante Gabriel Jesus ainda não consegue explicar os motivos da rápida adaptação à equipe. O novo camisa 9 da equipe do técnico Tite disse neste sábado, em Natal, que uma das possíveis explicações para as atuações decisivas nas Eliminatórias da Copa Mundo foi ter adquirido a experiência em jogos internacionais.

Na entrevista coletiva deste sábado na Arena das Dunas, o atacante do Palmeiras disse que ter jogado a Copa Libertadores deste ano pelo clube o ensinou como enfrentar rivais sul-americanos. "Ter jogado a Libertadores me ajudou. Tive a infelicidade de ser expulso na Argentina, quando perdi a cabeça. Então, aprendi com o meu erro, em questão a disputar jogos desse estilo. Conheço a catimba, sei que querem me provocar", explicou o jogador, autor de quatro gols na Libertadores deste ano.

Gabriel Jesus afirmou que depois da expulsão contra o Rosario Central, na Argentina, procurou conversar mais com os companheiros de time para pegar experiência e não ficar tão nervoso em campo, para que assim, não prejudicasse a equipe. "Às vezes quando o time estava perdendo, misturava a emoção. Eu ficava chateado por querer ajudar, saía do controle um pouco. Passei a dar preferência para melhorar isso", contou.

O atacante fez dois gols na estreia, contra o Equador, em Quito, e anotou outro na vitória de quinta-feira em Natal sobre a Bolívia, por 5 a 0. O retrospecto positivo teve como ajudante Neymar, companheiro no setor ofensivo nesses compromissos. Porém, o atacante do Barcelona está suspenso da partida da próxima terça-feira contra a Venezuela, em Mérida.

Gabriel Jesus afirmou que o desfalque pode ser compensado com a força da equipe. "Não importa quem jogue. Fico feliz de ter dado passes para o Neymar, assim como de ter recebido. Se jogarmos coletivamente, o individual vai aparecer, então é para isso que a gente trabalha", explicou. O jogador do Palmeiras é um dos artilheiros do Campeonato Brasileiro, com 11 gols.