26°
Máx
19°
Min

Ganso marca, mas São Paulo vacila e cede empate ao Ituano no fim do jogo

O São Paulo continua sem ganhar fora de casa na temporada. E o tropeço da vez foi doído, com gol no fim. Pagou pelo excesso de erros de sua defesa e levou o 1 a 1 do Ituano aos 44 minutos do segundo tempo. Em dia para apaziguar o relacionamento com a irritada torcida, a falta de concentração, com um resultado positivo na mão, custou caro em Itu.

Agora são sete visitas nada animadoras em 2016, com duas derrotas e cinco empates. O São Paulo já contabilizava a volta para casa com três pontos e vê uma tarde de consagração para Ganso acabar frustrante. É a tal da crise que insiste em não fugir do Morumbi.

O castigo no fim machuca, mas acabou fazendo justiça ao Ituano, que teve as melhores chances e não merecia deixar o campo derrotado. O time de Itu não ganhou, mas saiu feliz da vida com a cabeçada de Leonardo Luiz que Denis, depois de fechar o gol, não conseguiu segurar.

O São Paulo entrou em campo bem modificado. Edgardo Bauza não pôde contar com Hudson e Bruno, suspensos, além de Michel Bastos, Wesley e Rogério, machucados. Lugano acabou preservado e ficou no banco de reservas. Mesmo com muitas mudanças, sua ambição era sufocar o adversário. O treinador queria mais capricho e finalizações.

Viu um show de horrores nos primeiros 45 minutos. Calleri, irritado com os 10 jogos sem gols, queria acabar com o jejum. Mas seu chute... fraquinho, assim como a tentativa de Caramelo. Apenas Daniel colocou o goleiro Fábio para trabalhar.

Do mais, ataque do Ituano x defesa do São Paulo. Denis fez defesas boas e viu o atacante Fernando Diniz acertar a trave. A zaga são-paulina parecia no mundo da lua. Falhas de Rodrigo Caio e de Maicon não aproveitadas pelo Ituano. Bauza passou a etapa aos berros, visivelmente insatisfeito.

O que a equipe mostrou no primeiro tempo sugeriu uma bela bronca no vestiário do treinador. Bauza optou pelo pedido de calma. Queria ver mais administração de posse de bola e ousadia no ataque esvaziado, só com Calleri mais adiantado.

Viu-se, porém, os mesmos erros do início. E o Ituano deixando passar as oportunidades de abrir o marcador. Não fez, recebeu o castigo. Mesmo sem merecer, o São Paulo tirou o zero do placar graças a seu novo artilheiro: Ganso. Em papéis invertidos, o meia recebeu assistência de Calleri e com leve desvio soltou o grito entalado na garganta dos são-paulinos em Itu. Foi seu sexto gol no ano.

Um minuto antes do lance do gol, o São Paulo viu Guilherme entrar driblando e sair na cara de Denis. Na hora de marcar, optou por passe para Marcelinho. Um baita susto. E outra chance desperdiçada.

Ganso não jogou até o fim. Logo após carimbar a trave em outro chute de craque, sentiu o cansaço (vinha de maratona até a Venezuela para jogo com o Trujillanos pela Libertadores). Saiu quase no fim, com a certeza que o time, mesmo sem brilhar, seguraria o importante triunfo. Mesmo após lambança do árbitro ao expulsar Thiago Mendes (deu dois amarelos antes de mostrar o vermelho ao são-paulino).

Os aplausos da torcida serviam de remédio para curar a ferida do 1 a 1 na Venezuela, no qual o camisa 10 falhou num pênalti. Serviam. A tarde não foi de festa para Ganso nem os são-paulinos. A zaga, sem Lugano, aprontou outra e cedeu o 1 a 1 ao deixar Leonardo Luiz cabecear livre.

O resultado fez o São Paulo chegar aos 14 pontos no Grupo C do Paulistão, enquanto o Ituano contabiliza 15 no Grupo B. Após novo empate, o time do Morumbi voltará a campo na quarta-feira, quando enfrenta o Botafogo, às 21h45, no Pacaembu. No mesmo dia, a equipe de Itu terá pela frente o Rio Claro, às 19h30, novamente em casa.

FICHA TÉCNICA

ITUANO 1 x 1 SÃO PAULO

ITUANO - Fábio; Pacheco, Naylhor, Leonardo Luiz e João Paulo; Guly, Wellington Simião, Guilherme e Claudinho (Marcão); Marcelinho (Edinho) e Fernando Viana (Ruan). Técnico: Vinícius Bergantim (auxiliar).

SÃO PAULO - Denis; Caramelo, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; João Schmidt, Thiago Mendes, Carlinhos (Alan Kardec), Daniel (Centurión)e Ganso (Lucas Fernandes); Calleri. Técnico: Edgardo Bauza.

GOLS - Ganso, aos 16 minutos, e Leonardo Luiz, aos 44 do segundo tempo.

ÁRTBITRO - Flávio Rodrigues de Souza.

CARTÕES AMARELOS - João Paulo, Guly, Thiago Mendes, Caramelo, Mena, Calleri e Claudinho.

CARTÃO VERMELHO - Thiago Mendes.

PÚBLICO - 7.885 pagantes.

RENDA - R$ 213.460,00.

LOCAL - Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP).