21°
Máx
17°
Min

Gilson Kleina é demitido depois da derrota para a Chapecoense

(Foto: Divulgação/Coritiba) - Gilson Kleina não é mais o treinador do Coritiba
(Foto: Divulgação/Coritiba)

O técnico Gilson Kleina não resistiu à derrota para a Chapecoense na noite desta quarta-feira (1), quando o Coritiba perdeu em casa por 4x3. No final da partida, a torcida, que já vinha protestando contra o treinador há algumas partidas, pediu a saída de Kleina e também do presidente do clube, Rogério Bacellar. 

A decisão foi tomada pelo presidente do clube e anunciada por José Macedo,  diretor do departamento médico do clube. Ainda não há um nome definido para  assumir a equipe alviverde, que deve ser comandada pelo treinador interino Pachequinho na partida diante do Corinthians, já neste sábado (4).

Em cinco meses no clube, o treinador Gilson Kleina nunca foi uma unanimidade. Chegou com muita desconfiança por parte da torcida. Conseguir acalmar os ânimos dos torcedores com uma sequência invicta no Campeonato Paranaense.

No entanto, a derrota para o maior rival na final do Paranaense, a eliminação precoce na segunda fase da Copa do Brasil e o início complicado no Brasileirão, com apenas uma vitória, um empate e três derrotas fizeram com que o treinador não resistisse à pressão da torcida. 

Gilson Kleina é o segundo profissional do futebol Coxa-Branca demitido apenas nesta semana. Na segunda-feira (30), o presidente do clube, Rogério Bacellar anunciou a demissão do diretor de futebol Valdir Barbosa. Maurício Andrade assumiu interinamente o cargo.