22°
Máx
14°
Min

Grêmio perde do Rosario Central em casa e se complica nas oitavas da Libertadores

(Foto: Divulgação)  - Grêmio perde do Rosario Central em casa e se complica nas oitavas da Libertadores
(Foto: Divulgação)

Três dias após se despedir do Campeonato Gaúcho, o Grêmio voltou a decepcionar sua torcida. Na noite desta quarta-feira, o time brasileiro foi neutralizado pelo Rosario Central, que foi até Porto Alegre para vencer o anfitrião por 1 a 0. O resultado deixou a equipe gaúcha em situação complicada nas oitavas de final da Copa Libertadores.

Com o tropeço, o Grêmio terá a dura missão de superar o Rosario na Argentina, na quinta-feira da próxima semana. Um empate garante os argentinos nas quartas e elimina o time do técnico Roger Machado, que ainda tenta se recuperar da queda no Gauchão, no domingo, diante do Juventude.

A queda no fim de semana e a derrota desta quarta irritaram a torcida, que esteve longe de lotar a Arena Grêmio, mas não deixou de cobrar o time. O Grêmio chegou a receber vaias na saída para o intervalo, quando o Rosario já estava em vantagem no placar. Marco Rubén marcou o único gol do duelo aos 13 minutos do primeiro tempo.

Na segunda etapa, Roger Machado fez as alterações a que tinha direito, sem sucesso. O Grêmio não perdeu a apatia da etapa inicial e nem reduziu os erros. Assim, não pôde evitar a derrota neste jogo de ida das oitavas de final.

O JOGO - O local da partida era a Arena Grêmio, mas bem que poderia ser o Gigante de Arroyito tal foi o domínio dos argentinos do Rosario Central no primeiro tempo do duelo disputado em Porto Alegre. Sólido na defesa, o time visitante anulou as investidas gremistas no começo da partida e ainda abriu o placar, aproveitando vacilo dos gaúchos.

O gol saiu aos 13 minutos, quando Bressan tentou desviar e acabou cabeceando para trás. A defesa gremista, então, hesitou dentro da área e Marco Rubén encheu o pé para abrir o marcador. Foi apenas a primeira chegada dos argentinos no ataque, mas foi o suficiente para mudar a história da primeira etapa.

Com a inesperada desvantagem no placar, o Grêmio se perdeu em campo. Ora acelerava nas jogadas ofensivas, parando na própria afobação, ora era lento na recomposição. Desarrumado, sofria também na defesa pelos erros do ataque. Tanto que o Rosario Central teve chance clara para marcar o segundo gol.

Foi aos 43, em novo lance de Marco Rubén. Em lance despretensioso, ele quase encobriu Marcelo Grohe, batendo de fora da área. A bola acertou o travessão. Para piorar, o Grêmio havia desperdiçado chance incrível no ataque apenas dois minutos antes. Sem marcação, quase na pequena área, Bolaños bateu forte e por cima do travessão. Como consequência, o time gremista deixou o campo para o intervalo sob vaias.

E o que a torcida gremista viu no segundo tempo não foi muito diferente do que aconteceu no primeiro. O time da casa seguia com dificuldades no meio-campo, dominado pelos argentinos, sem conseguir articular jogadas mais perigosas. Eram muitos erros de passe, o que fatal, em razão da boa marcação dos visitantes.

Preocupado, o técnico Roger Machado decidiu mudar o time a partir dos 15 minutos. Trocou Maicon por Everton e sacou Bolaños, apagado, por Bobô. Em seguida, colocou Lincoln em campo, em substituição a Douglas.

A história do jogo, contudo, seguiu inalterada. Inoperante no ataque, o Grêmio ainda precisou se segurar na defesa para conter investidas do atacante Herrera, velho conhecido da torcida brasileira. Com estes ataques pontuais, o Rosario tentou se manter no meio-campo para administrar a vantagem até o apito final.

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO 0 x 1 ROSARIO CENTRAL

GRÊMIO - Marcelo Grohe; Ramiro, Bressan, Fred e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon (Everton), Giuliano e Douglas (Lincoln); Luan e Bolaños (Bobô). Técnico: Roger Machado.

ROSARIO CENTRAL - Sebastián Sosa; Salazar, Burgos, Donatti, Pínola; Musto, Montoya, Fernández, Cervi (Gil Romero); Herrera e Marco Rubén (Lo Celso). Técnico: Eduardo Coudet.

GOL - Marco Rubén, aos 13 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Walace, Bressan, Burgos, Maicon, Pínola, Cervi, Bolaños, Musto, Fred, Lo Celso.

ÁRBITRO - Hugo Carrillo (Fifa/Peru).

RENDA - R$ 1.271.921,00

PÚBLICO - 31.762 pagantes (34.621 no total).

LOCAL - Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).