24°
Máx
17°
Min

Grêmio vence fácil o confuso Corinthians e assume vice-liderança provisória

O Corinthians fez neste domingo um de seus piores jogos no Campeonato Brasileiro e evidenciou suas maiores deficiências. O ataque e o técnico Cristóvão Borges mais uma vez falharam e até a defesa, normalmente tão organizada, esteve perdida, cometeu erros bobos e a vitória de 3 a 0 do Grêmio, no estádio do time gaúcho, poderia até ter sido maior. Tudo isso, sob olhar do técnico Tite.

Com o resultado, o Grêmio chegou aos 35 pontos e ocupa, provisoriamente, o segundo lugar na tabela do Brasileirão. Já o Corinthians se mantém com 34 e caiu para o quarto lugar, podendo ainda ser ultrapassado pelo Santos, que enfrenta o Atlético-MG neste domingo, na Vila Belmiro.

O treinador da seleção brasileira, com passagem marcante pelos dois clubes, foi ao estádio para, quem sabe, tirar as últimas dúvidas antes de anunciar sua primeira convocação para a seleção brasileira, nesta segunda-feira. Se ele foi para ver um jogo equilibrado, deve ter deixado o estádio decepcionado.

Os minutos iniciais na Arena Grêmio até foram bem disputados, mas o velho problema da falta de qualidade do setor ofensivo do Corinthians apareceu mais uma vez. O técnico Cristóvão Borges também teve parcela de culpa, já que insistiu no sistema e nos jogadores que não estão rendendo o esperado, como André, Romero e Giovanni Augusto.

Para piorar, até a defesa, que começou a rodada como menos vazada do campeonato, foi uma bagunça. Sem grandes dificuldades, o Grêmio ditou o ritmo da partida. O time da casa começou no ataque, principalmente em jogadas pelo meio do ataque. O Corinthians respondia em rápidos contra-ataques, que eram bloqueados pela defesa. Em raros momentos em que conseguiam acertar o gol, os corintianos eram barrados pelo goleiro Marcelo Grohe.

Com Pedro Rocha, inspirado e sem deixar a torcida sentir saudades de Luan, na seleção olímpica, a equipe da casa tinha as melhores chances e o placar só não foi aberto antes graças a boas defesa de Cássio. Até que aos 16, o jovem atacante gremista recebeu passe de Edílson, que está emprestado pelo Corinthians, invadiu, deu um rápido drible, ao melhor estilo futsal em Uendel e Balbuena e chutou cruzado, sem chances para o goleiro. Um belo gol na arena.

Na volta para o segundo tempo, o Grêmio voltou para liquidar o jogo. Logo aos 3 minutos, após bela troca de passes, Douglas passou para Everton, que, livre na direita, driblou Fagner e bateu de esquerda para ampliar a vantagem.

Então, Cristóvão mexeu e colocou Marlone e Lucca, mas já era tarde demais. Aos 16, Pedro Rocha dividiu com Cássio, na sequência a bola sobrou para Bolaños mandar para as redes e ampliar ainda mais a vantagem.

Sob os gritos de "olé" dos gremistas, o confuso time do Corinthians arriscou alguns ataques, mas novamente sem sucesso e deu ainda mais motivos para a torcida protestar contra o elenco e o treinador.

Após a boa vitória sobre o Corinthians, o Grêmio só voltará a jogar pelo Brasileirão no próximo domingo, contra o Flamengo, às 11 horas, no Mané Garrincha, em Brasília. Já o time corintiano irá atuar apenas no dia seguinte aos gremistas, fechando a 21ª rodada, às 20 horas, contra o Vitória, no Itaquerão.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 3 X 0 CORINTHIANS

GRÊMIO - Marcelo Grohe; Edilson, Pedro Geromel, Wallace Reis e Marcelo Oliveira; Jailson (Kaio), Maicon (Ramiro) e Douglas; Pedro Rocha, Bolaños e Everton (Guilherme). Técnico: Roger Machado.

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Yago, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique, Rodriguinho, Giovanni Augusto (Marlone) e Marquinhos Gabriel (Guilherme); Romero e André (Lucca).

Técnico: Cristóvão Borges.

GOLS - Pedro Rocha, aos 16 minutos do primeiro tempo; Everton, aos 3, e Bolaños, aos 16 minutos do segundo.

CARTÕES AMARELOS - Bolaños, Edilson, Rodriguinho, Jailson e Ramiro.

PÚBLICO - 50.184 pagantes.

RENDA - R$ 2.378.193,00.

JUIZ - Braulio da Silva Machado (SC).

LOCAL - Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS).