22°
Máx
16°
Min

Inglaterra empata e se garante nas oitavas; Eslováquia ainda tem chance

(Foto: Divulgação/TheFA) - Inglaterra empata e se garante nas oitavas; Eslováquia ainda tem chance
(Foto: Divulgação/TheFA)

Mesmo com os artilheiros do Campeonato Inglês em campo, a seleção da Inglaterra não conseguiu buscar sua segunda vitória nesta Eurocopa, na França. Apesar disso, o empate sem gols com a Eslováquia garantiu o time comandado pelo técnico Roy Hodgson nas oitavas de final, em partida disputada em Saint-Étienne. Harry Kane e Jamie Vardy foram os maiores goleadores do campeonato nacional, mas passaram em branco nesta segunda-feira.

Com o triunfo, os ingleses chegaram ao cinco pontos e terminaram a fase de grupos na segunda colocação do Grupo B, atrás apenas do surpreendente País de Gales. A seleção liderada por Gareth Bale terminou sua participação na fase com seis pontos, ao vencer a Rússia por 3 a 0.

O resultado eliminou os russos (com apenas um ponto) e manteve a Eslováquia com chances de avançar à fase de mata-mata. O time eslovaco ficou com quatro pontos, na terceira posição. Nesta ampliada Eurocopa, com 24 seleções, garantem vaga nas oitavas os quatro melhores terceiros colocados da fase de grupos.

O JOGO - A seleção inglesa entrou em campo nesta segunda-feira com diversas mudanças, principalmente no ataque. O técnico Roy Hodgson sacou Sterling e Harry Kane e colocou em campo Sturridge e Vardy, a principal referência do atual campeão inglês, o surpreendente Leicester. Na defesa, o treinador deu chance a Clyne, do Liverpool.

Do trio que recebeu a oportunidade entre os titulares, Clyne foi quem mais brilhou. Saíram dos seus pés as melhores chances ofensivas da Inglaterra, em lances pela lateral-direita. Logo aos quatro minutos, o lateral já deixava Vardy em situação favorável para marcar. O atacante desperdiçou a chance, como fizera em outras jogadas na etapa inicial.

Clyne também serviu Lallana, que falhou também nas finalizações. Vardy, maior esperança de gols da equipe no primeiro tempo, perdeu a melhor chance aos 16 minutos. Ele recebeu lançamento em profundidade, ganhou de Skrtel na velocidade e, cara a cara com Kozácik, bateu em cima do goleiro.

Com amplo domínio em campo, a seleção inglesa acumulou nove finalizações, contra apenas uma da equipe eslovaca no primeiro tempo. Só não foi para o intervalo em vantagem por causa dos erros de pontaria.

Diante das dificuldades no setor ofensivo, Hodgson colocou Rooney em campo. A Inglaterra ganhou rapidamente maior movimento em campo e a Eslováquia não deixou por menos, buscando arriscar mais. Como consequência, o jogo melhorou de nível e ganhou em emoção.

O primeiro bom momento da etapa aconteceu aos 7 minutos. Smalling fez recuo temerário para Hart, que quase entregou diante do ataque eslovaco. Clyne respondeu no minuto seguinte ao enfiar uma bomba da direita, para fora. Não satisfeito, o time eslovaco voltou ao ataque e quase marcou com Weiss.

Mas a melhor chance do jogo aconteceu no ataque inglês. Aos 15 minutos, Alli, que acabara de entrar em campo, completou cruzamento no lado esquerdo, sem marcação. Porém, Skrtel tirou a bola em cima da linha.

A partir dos 30 minutos, a seleção inglesa passou a contar com os dois artilheiros do Campeonato Inglês em campo. Harry Kane entrou no lugar de Sturridge para tentar "matar" o jogo. Mas, apesar do ataque poderoso e do apoio da empolgada torcida, a Inglaterra teve que se contentar com o empate.

FICHA TÉCNICA:

ESLOVÁQUIA 0 x 0 INGLATERRA

ESLOVÁQUIA - Kozácik; Pekarík, Skrtel, Durica, Hubocan; Pecovsky (Gyömber), Kucka, Hamsik; Mak, Duda (Svento) e Weiss (Skriniar). Técnico: Ján Kozák.

INGLATERRA - Hart; Clyne, Cahill, Smalling, Bertrand; Dier, Henderson, Wilshere (Rooney), Lallana (Dele Alli); Vardy e Sturridge (Harry Kane). Técnico: Roy Hodgson.

CARTÕES AMARELOS - Bertrand e Pecovsky.

ÁRBITRO - Carlos Velasco Carballo (Espanha).

LOCAL - Stade Geoffroy Guichard, em Saint-Étienne (França).