21°
Máx
17°
Min

Liverpool desiste de aumento e congela valor dos ingressos por duas temporadas

Os protestos da torcida do Liverpool deram resultado. Nesta quarta-feira, o Fenway Sports Group, que é proprietário do clube, pediu desculpas aos fãs pelo recente aumento no preço do ingresso. Além disso, manteve o valor antigo e decidiu congelar o valor pelas próximas duas temporadas.

"Como sinal de nosso compromisso, estamos anunciando que este novo plano terá efeito também nas temporadas 2016-2017 e 2017-2018. Pelas próximas duas temporadas, o Liverpool não vai ganhar nenhuma libra adicional pelo aumento geral dos preços", garantiram os donos do clube, em nota assinada por John W. Henry, Tom Werner e Mike Gordon, proprietários do Fenway Sports Group.

Ao recuar da decisão inicial, os donos do tradicional clube inglês também desistiram do processo de categorização dos ingressos e ainda ampliaram o número de ingressos promocionais (para 10 mil), com valor de 9 libras, durante toda a campanha do time no Campeonato Inglês.

A manifestação da diretoria do Liverpool é um resposta aos recentes protestos da torcida, ocorridos nesta terça, em jogo da Copa da Inglaterra, e no fim de semana, no empate com o Sunderland, em rodada do Inglês.

Diante do Sunderland, cerca de 10 mil torcedores deixaram as arquibancadas no 77º minuto do jogo, no segundo tempo, em referência ao aumento do ingresso mais caro para 77 libras. Em resposta, a diretoria do clube garantiu que o bilhete mais caro não passará de 59 libras.

O aumento do preço gerou resposta até do primeiro-ministro da Grã-Bretanha, David Cameron. Nesta quarta, ele demonstrou preocupação com a elevação dos valores. "Há um problema aqui, com os clubes subindo os preços muito rapidamente a cada ano, embora muito do dinheiro do futebol venha, na verdade, através do patrocínio e dos fornecedores de material esportivo", declarou o líder britânico.