24°
Máx
17°
Min

Londrina acorda tarde e perde para o Luverdense por 2 a 1

- Londrina acorda tarde e perde para o Luverdense

O Londrina amargou a segunda derrota consecutiva na Série B do Campeonato Brasileiro. Remendado por uma série de desfalques, principalmente no setor defensivo, o Tubarão foi derrotado por 2 a 1 para o Luverdense no estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde (MT).

Com o resultado, o LEC alviceleste cai para a décima posição com 16 pontos, enquanto o xará alviverde sobe para a quinta posição com 20, mesmo número do Ceará, que está no G4. Os comandados de Claudio Tencati voltam a campo na terça-feira (28) para enfrentar o Brasil de Pelotas no estádio do Café.

O jogo

O Luverdense entrou em campo determinado a aproveitar a falta de entrosamento da defesa do Londrina, improvisada com os volantes Anderson e Diogo Roque. O recado foi dado logo aos quatro minutos, quando Raul Prata tentou passe, a bola desviou na defesa do Tubarão e sobrou para Hugo. Cara a cara com o goleiro Marcelo Rangel, ele mandou por cima do gol.

Aos 10, o Londrina tentou ameaçar com Keirrison. O centroavante recebeu cruzamento de Igor Bosel da direita e bateu de primeira, parando na defesa de Gabriel Leite. Mas a ofensiva alviceleste parou por aí.

O Luverdense tinha facilidade em tocar a bola e se aproximar da área do Londrina. Aos 34 minutos, a zaga improvisada falhou e Da Matta achou Régis livre dentro da área. O meia teve tempo de dominar e tocar com categoria por cima de Marcelo Rangel.

Segundo tempo

Tentando reverter o placar, Tencati decidiu mudar já no intervalo, retomando o esquema com três atacantes ao sacar Zé Rafael para entrada de Paulinho Moccelin.

Só não estava nos planos do treinador o banho de água fria que veio logo aos três minutos. Sérgio Motta acionou Hugo dentro da área, e o atacante mandou por baixo das pernas de Marcelo Rangel, ampliando o marcador.

Três minutos depois, quase o golpe de misericórdia. Da Matta acionou Régis, que só não marcou o terceiro porque Bidia travou o chute.

Aos 24, uma chance incrível desperdiçada pelo time da casa. Sérgio Motta recebeu mais um passe açucarado de Da Matta. Marcelo Rangel saiu bem do gol para a defesa, mas deu rebote. Hugo, completamente livre, mandou por cima do gol.

Nessa altura do jogo, Tencati já havia mexido mais uma vez no time, colocando Bruno Batata no lugar de Keirrison.

Acordou tarde

Depois dos dois sustos, o Londrina resolveu acordar. Aos 26, Rafael Gava acertou o travessão do goleiro Gabriel Leite. Três minutos depois, novamente Rafael Gava. Desta vez ele recebeu cruzamento de Batata na direita e bateu forte. A bola ainda beliscou a trave antes de entrar.

Motivado com a oportunidade do empate, o Tubarão partiu para cima. Tencati decidiu apostar na estreia de Safira, sacando Jô do time. Dois minutos depois da alteração, veio o lance mais polêmico do jogo.

Léo cobrou lateral na área, Safira e Bruno Batata tentaram desviar, sem sucesso. A bola foi para o gol sem tocar em ninguém, e o árbitro anulou a jogada. Os jogadores do Londrina ficaram indignados com a arbitragem, alegando que a bola teria desviado na cabeça de Batata.

Aos 41, mais um gol alviceleste anulado. Desta vez, cobrança de escanteio na esquerda. Anderson tromba com o goleiro do Luverdense e Bidia manda para o gol, invalidado pela arbitragem. Depois do apito final, jogadores e comissão técnica foram para cima do árbitro, mas o resultado já estava definido com a reação tardia dos comandados de Tencati.

Foi a quarta derrota do Tubarão na Série B, a primeira sofrendo mais de um gol.