22°
Máx
17°
Min

Londrina arranca empate contra o Tupi e segue na cola do G-4

Um ponto na bagagem. Este é o saldo da viagem do Londrina para Juiz de Fora, onde na noite desta terça-feira empatou com o Tupi em 1 a 1 pela 25ª rodada do Brasileiro da Série B. Se por um lado há um sentimento de frustração, já que uma vitória poderia significar a entrada no G-4, o empate não pode ser lamentado, já que a equipe saiu perdendo o jogo com um gol logo aos cinco minutos.

"Merecíamos um resultado melhor diante do volume que tivemos desde o início. Mas, diante da possibilidade de perder o jogo, é um ponto muito importante", analisou o volante e capitão Germano ao fim da partida. O Tubarão chega aos 38 pontos, mesmo número do CRB, quarto colocado, que perdeu em casa para o Avaí por 2 a 1.  O time também contou com a 'secada' do Ceará, quer perdeu em casa para o laterna Sampaio Corrêa por 1 a 0.

Ceará, aliás, que é o próximo adversário do Londrina, sábado (17), às 16h30 no estádio do Café, graças a um efeito suspensivo obtido no STJD, que havia condenado o alviceleste à perda de um mando de campo por briga de torcedores no jogo contra o Goiás.

O jogo

Quando pensou em França para o lugar de Rondinelly no meio-campo, o técnico Claudio Tencati planejava uma melhor saída de bola e um reforço na marcação. Mas os planos foram por água abaixo logo aos cinco minutos quando Hiroshi cruzou da esquerda e Octávio, aproveitando uma falha de marcação, cabeceou firme para abrir o placar para o time da casa.

O Londrina ainda tentou reagir rápido e, dois minutos depois de sofrer o gol, balançou as redes com Safira, escalado pela primeira vez como titular no lugar de Jô. O atacante, no entanto, estava impedido ao receber passe em rebote de Zé Rafael.

Atrás do marcador, o Tubarão teve momentos de maior posse de bola na primeira etapa, mas não soube ser efetivo. Safira se movimentava bem no ataque, buscava bem a bola, mas não conseguia espaço para finalizar.

Na volta para o segundo tempo, Tencati resolveu mexer, sacando Fillipe Soutto para entrada de Rondinelly. A mudança surtiu efeito e o time passou a mandar de vez no jogo. Com mais movimentação e criatividade, o Tubarão chegou com perigo aos 13 minutos. Após boa troca de passes, Zé Rafael entrou na área, limpou o zagueiro e bateu rasteiro, com perigo para Rafael Santos.

Mesmo jogando em casa, o Tupi se acovardou e passou a apostar na 'cera' para sair com a vitória. Do outro lado, o Londrina seguia pressionando em busca do gol de empate. Aos 26, Rondinelly acertou uma falta na trave.

Com Bruno Batata no lugar de Jô e Marcos Vinícius substituindo França, o Tubarão foi para o tudo ou nada. Aos 39, deu resultado. Em falta cobrada na área, Giancarlo tentou desviou e quase mandou contra o próprio gol. Na cobrança de escanteio, Safira desviou e a bola bateu em Recife, traindo o goleiro Rafael Santos e morrendo no fundo do gol.

Ainda houve tempo para o Londrina desperdiçar mais uma chance e quase sair com a vitória. Zé Rafael fez linda jogada pela direita, passou por três marcadores, invadiu a área e mandou uma bomba, parando em excelente defesa do goleiro do Galo Carijó.

Era a bola do G-4, que não entrou. Quem sabe no sábado, diante da torcida no estádio do Café, o gol não saia e coloque o alviceleste finalmente entre os quatro primeiros da Série B.