22°
Máx
14°
Min

Londrina perde para o Paraná e estaciona na tabela

(foto: Paraná Clube/Twitter) - Londrina perde para o Paraná e estaciona na tabela
(foto: Paraná Clube/Twitter)

Não foi desta vez que o Londrina sentiu o gostinho do G-4. Jogando na capital, o Tubarão foi superado pelo Paraná Clube na Vila Capanema por 2 a 1 e estacionou na sexta posição da tabela. Apesar da derrota, o tão sonhado 'grupo dos 4' continua a um ponto de distância, graças às derrotas de CRB e Ceará.

O Paraná, por outro lado, sobe cinco posições na classificação, chegando ao nono lugar e se distanciando da zona do rebaixamento.

Depois de perder o embalo de duas vitórias consecutivas, o Tubarão volta as atenções para outro duelo fora de casa, na terça-feira (13) contra o Tupi em Juiz de Fora.

“A derrota não estava nos planos. Fizemos um jogo equilibrado, uma pena tomar o gol quando a equipe estava bem. Infelizmente saímos com esse resultado adverso”, afirmou o atacante Bruno Batata ao final da partida.

O Jogo

Apesar do pequeno público na tarde de sábado, o Paraná começou o jogo pilhado para cima do Londrina. Logo aos dois minutos, Fernando Karanga dominou na área e bateu forte, assustando Marcelo Rangel.

A pressão nos minutos iniciais acuou o Londrina, que não conseguia sair no campo de defesa. Apesar do sufoco, o Tricolor não conseguia chegar com eficiência.

A primeira chegada de perigo do Londrina veio aos 22. Igor Bosel recebeu na área, passou por Henrique Gelain e caiu, pedindo pênalti. O árbitro mandou seguir.

Aos 32, saiu o primeiro zero do placar. Diego Tavares recebeu na direita, tentou chutar e foi travado por Germano. Na sobra, Guilherme Queiroz bateu cruzado, sem chances para Rangel.

Quando a partida caminhava para o intervalo, o Londrina conseguiu o empate. Jô foi derrubado por Lucas Taylor na área e Germano, com direito a paradinha, deslocou o goleiro Marcos e deixou tudo igual.

Na segunda etapa, o roteiro se repetiu. Pressão paranista desde o começo e o tricolor novamente à frente do placar. Aos 16 minutos, Nadson pegou rebote na cobrança de escanteio, jogou novamente na área. Marcelo Rangel saiu do gol para afastar e a bola sobrou para Diego Tavares, livre de marcação bater bonito para o gol.

Atrás do marcador, Tencati resolveu mexer, sacando Rondinelly para entrada de França e Keirrison, que pouco apareceu, dando lugar a Bruno Batata.

Aos 26, o Tubarão perdeu grande chance de ampliar. Igor Bosel levantou na área, Zé Rafael dominou com liberdade, cortou o zagueiro, mas bateu por cima do gol.

O último cartucho queimado pelo treinador do Londrina foi a entrada de Safira no lugar de Fillipe Soutto. Aos 37 minutos, o atacante fez grande jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para Bruno Batata. O centroavante desviou com categoria, mas parou em grande defesa do goleiro Marcos, mantendo o placar em 2 a 1 para o time da casa.