22°
Máx
14°
Min

Londrina vence a primeira na Série B

(foto: Wellington Ferrugem/Londrina Esporte Clube) - Londrina vence a primeira na Série B
(foto: Wellington Ferrugem/Londrina Esporte Clube)

O Londrina fez as pazes com a torcida depois de vencer o Náutico por 1 a 0 na noite desta terça-feira (24) no estádio do Café, em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro na Série B.

A primeira vitória do Tubarão no torneio veio com gol de Keirrison, muito festejado pelo elenco na comemoração. Se o futebol demonstrado dentro de campo não foi um primor, o resultado positivo traz alívio para os comandados de Cláudio Tencati, que somam quatro pontos em três partidas. Já o Náutico estaciona nos três pontos.

O clima frio no estádio do Café parece ter influenciado os jogadores dentro de campo. No primeiro tempo, pouca criatividade e um jogo muito truncado, com as duas defesas bem postadas e os ataques pouco inspirados.

O Londrina só ameaçou a meta de Julio Cesar aos 11 minutos, quando Keirrison fez pivô na área e tocou para trás. Zé Rafael chegou batendo, mas mandou por cima do gol.

No intervalo da partida, um velho problema se repetiu: as torres de iluminação sobre o setor das cativas apagaram completamente, atrasando o início da segunda etapa.

Depois do apagão, o Náutico voltou 'aceso'. Logo aos três minutos, em cobrança de escanteio, Rafael Coelho cabeceou rente à trave de Marcelo Rangel. Cinco minutos depois, bola cruzada da direita e Jeferson Nem pegou mal, desperdiçando grande chance de abrir o placar.

Os lances foram suficientes para que os cerca de dois mil torcedores presentes no Café perdessem a paciência e passassem a vaiar o time.

Tencati decidiu mexer, sacando Jô para entrada de Paulinho Moccelin. A alteração fez o time ganhar velocidade na transição entre o meio-campo e o ataque, e o Londrina voltou a ter o domínio do jogo.

Aos 20, Rafael Gava recebeu na área, cortou o zagueiro e bateu forte. Julio Cesar deu rebote, mas ninguém aproveitou.

Quatro minutos depois, a história foi diferente. Rafael Gava cruzou da direita, Keirrison mergulhou no meio da zaga e, de peixinho, mandou para o gol. O atacante, que visivelmente ainda não está no ideal da confiança e da forma física, ficou muito emocionado ao comemorar com os companheiros de time.

O Náutico partiu para o desespero. Mateus Muller cobrou falta rente à trave esquerda de Marcelo Rangel no primeiro lance após o gol alviceleste.

Aos 32, Keirrison deixou o campo aplaudido pela torcida, dando lugar a Bruno Batata.

Mesmo pressionado, o Londrina não abdicou do ataque e quase marcou o segundo aos 38. Em bola levantada na área após cobrança de falta, Silvio subiu de cabeça e exigiu grande defesa de Julio Cesar.

No contra-ataque, o Náutico saiu em velocidade. Rafael Coelho conduziu a bola pela direita, invadiu a área, deixou Diogo Roque no chão e bateu rasteiro. Marcelo Rangel fechou o ângulo e fez a defesa, no último lance de perigo da partida.

Com os três pontos na bagagem, o Londrina agora viaja para Santa Catarina, onde no sábado (28) enfrenta o Joinville. Já o Náutico retorna para Recife, onde recebe o lanterna Sampaio Corrêa na Arena Pernambuco.