24°
Máx
17°
Min

Londrina vence e alivia pressão; Operário depende de milagre

(foto: Luciano Mendes/Divulgação) - Londrina vence e alivia pressão;  Operário depende de milagre
(foto: Luciano Mendes/Divulgação)

O Londrina venceu o Operário Ferroviário por 1 a 0 na partida que abriu a 9ª rodada do Campeonato Paranaense. O confronto foi disputado no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa. O gol da vitória saiu dos pés de  Silvio, logo aos dois minutos da segunda etapa.

Como resultado, o Tubarão saltou da oitava para a quinta posição com 11 pontos, enquanto o Operário permaneceu na lanterna com cinco pontos. Faltando duas rodadas para o fim da primeira fase, o Fantasma, atual campeão estadual, depende de um milagre para escapar da Segundona.

“Cada vez que perdemos em casa, fica mais difícil sair dessa. Mas, enquanto tiver possibilidade, vamos lutar. Depende só da gente”, afirmou o atacante Juba.

O jogo

Pela primeira vez em nove rodadas, o técnico Claudio Tencati conseguiu repetir a escalação do jogo anterior. A expectativa de entrosamento se confirmou, e o Tubarão tocava bem a bola nos minutos iniciais da partida, apesar de não ameaçar o adversário.

Do outro lado, o Operário demonstrava nervosismo e não conseguia manter a posse de bola. A primeira chance dos donos da casa só veio aos 21 minutos, quando Tiago Silva cobrou falta por cima da barreira, mas longe da meta de Marcelo Rangel.

Aos 38, o Londrina teve grande chance de abrir o placar em jogada de Netinho, que acertou a trave do goleiro Juninho.

Diante da falta de emoções nos primeiros 45 minutos, os dois times saíram vaiados pelos cerca de 4 mil torcedores que foram ao Germano Krüger.

De olho na vitória, Tencati decidiu mudar já no intervalo, colocando o estreante Leilson, emprestado pelo Vitória, no lugar de Zé Rafael.

Logo aos dois minutos, o Londrina chegou ao gol. Netinho levantou da esquerda em bola parada, Silvio tentou desviar, Germano parou no goleiro e a bola voltou para o zagueiro alviceleste, que finalmente conseguiu mandar para as redes.

Ao final do jogo, Silvio fez um desabafo.”Tive uma semana difícil.Torci o tornozelo contra o Atlético, passei a semana toda sem treinar. Tenho que agradecer ao departamento médico. Se hoje eu marquei o gol, é graças a eles”.

Mesmo atrás do marcador, o Operário não demonstrava sinais de reação. As melhores chances de gol eram do Tubarão. Aos 24, Leilson quase marcou um golaço ao tentar encobrir o goleiro Juninho. Quatro minutos depois, o meia estreante desperdiçou grande chance em um rápido contra-ataque ao perder o controle da bola na entrada da área, quando haviam três jogadores do Londrina contra dois do Operário.

A principal chance dos donos da casa só veio nos acréscimos. Aos 47, em cobrança de escanteio fechada, a bola passou por Germano, pelo goleiro Marcelo Rangel, e cruzou a pequena área sem que ninguém aproveitasse o lance.

Próximos jogos

Na próxima rodada, o Operário joga fora de casa, diante do Cascavel,no domingo em Toledo. O Tubarão também viaja, para pegar o Maringá às 11h de domingo no Willie Davids.  Antes, no entanto, o alviceleste vai ao Pará enfrentar o Paraupebas, na quarta-feira, pela Copa do Brasil.