22°
Máx
16°
Min

Lugano marca, mas Sasha faz dois e dá vitória ao Inter contra o São Paulo

(Foto: Divulgação)  - Lugano marca, mas Sasha faz dois e dá vitória ao Inter contra o São Paulo
(Foto: Divulgação)

A primeira derrota do São Paulo no Morumbi no ano, neste domingo, esfriou dois grandes momentos de ápice do time na temporada. O Internacional conseguiu vencer por 2 a 1, pelo Campeonato Brasileiro, e frustrar tanto as comemorações pela chegada às semifinais da Copa Libertadores como o primeiro gol marcado por Lugano desde que o uruguaio voltou ao clube.

O vilão da tarde foi Eduardo Sasha, autor dos dois gols gaúchos. O atacante abriu o placar no primeiro tempo e definiu a partida nos minutos finais, logo depois de Lugano ter empatado. Festejado pela torcida, assim como o zagueiro Maicon, o uruguaio viu o gol pouco significar em uma tarde de pouca inspiração são-paulina.

A vibrante classificação de quarta-feira às semifinais da Libertadores não fez a torcida lotar o Morumbi. No lançamento da nova camisa do time, cuja manga faz referência ao desenho do contorno do gramado do estádio, a capacidade de público foi menor pela interdição de parte do setor térreo do estádio, onde um guarda-corpo cedeu e 16 torcedores se feriram em uma queda no fosso no dia 11.

A atuação irregular da equipe lembrou o desempenho nesta temporada. O São Paulo começou o jogo ao estilo Libertadores, com toques rápidos, muita pressão e duas chances de gol antes dos cinco minutos. Em uma delas Calleri driblou o goleiro e perdeu o tempo de bola para finalizar. Depois desse domínio, a equipe deixou cair o ritmo e se apresentou de forma semelhante a alguns momentos do Campeonato Paulista: lenta, previsível e sem cativar a torcida.

O período de baixa coincidiu com a melhor fase do Inter no primeiro tempo. A formação de três volantes começou a marcar melhor e o time gaúcho saiu na frente aos 36 minutos. Maicon e Lugano saíram para dar combate em Vitinho e o atacante achou Eduardo Sasha desmarcada para entrar na área e apenas tirar de Denis.

O intervalo fez o São Paulo retomar a pressão. Assim como no primeiro tempo, o time criou dois lances de perigo logo no começo. Duas tentativas de Calleri pararam em ótimas defesas do goleiro Danilo Fernandes, estreante do time gaúcho. Além dele, o zagueiro Paulão teve atuação de destaque.

O sonho de virada começou a ficar perto quando Alex foi expulso e na cobrança de falta, Lugano subiu de cabeça para empatar, aos 41 minutos. O êxtase pelo gol do ídolo contagiou a torcida por somente dois minutos, até Eduardo Sasha marcar.

A derrota vai obrigar o São Paulo a nos próximos jogos conseguir repetir o nível das atuações que o levam longe na Libertadores, mas que ao mesmo tempo o fizeram viver a "ressaca" da classificação no jogo deste domingo.

O triunfo levou o Inter aos quatro pontos no Brasileirão, um a mais do que o São Paulo. Na próxima quarta-feira, o time paulista vai tentar se reabilitar diante do Coritiba, no Couto Pereira. Já a equipe gaúcha receberá o Sport no dia seguinte no Beira-Rio.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 1 x 2 INTERNACIONAL

SÃO PAULO - Denis; Bruno, Maicon, Lugano e Matheus Reis; Hudson e Wesley (Rogério); Kelvin (Lucas Fernandes), Ganso e Centurión (Alan Kardec); Calleri. Técnico: Edgardo Bauza.

INTERNACIONAL - Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Artur; Anselmo (Nilton), Fernando Bob, Fabinho e Andrigo (Alex); Eduardo Sasha e Vitinho (Bruno Baio). Técnico: Argel Fucks.

ÁRBITRO - Péricles Bassols (PR).

CARTÕES AMARELOS - Calleri, Anselmo, Lugano, Fernando Bob, Artur, Wesley, Hudson, Ernando, Alex, Eduardo Sasha.

CARTÃO VERMELHO - Alex.

GOLS - Eduardo Sasha, aos 36 minutos do segundo tempo. Lugano, aos 41, e Eduardo Sasha, aos 43 minutos do segundo tempo.

PÚBLICO - 19.509 presentes.

RENDA - R$ 615.680,00.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).