27°
Máx
13°
Min

Luiz Gustavo admite pressão por bom resultado para seleção não cair na tabela

(Foto: Divulgação)  - Luiz Gustavo admite pressão por bom resultado para seleção não cair na tabela
(Foto: Divulgação)

O empate por 2 a 2 com o Uruguai na sexta-feira fez com que a seleção brasileira passasse a olhar a tabela com preocupação. Embora esteja em terceiro, com oito pontos, o time de Dunga pode despencar na classificação das Eliminatórias da Copa do Mundo caso não vença o Paraguai, nesta terça-feira, em Assunção. Dependendo dos outros resultados, a equipe brasileira pode acabar a rodada em sétimo. O volante Luiz Gustavo admite que a possibilidade de se distanciar dos líderes e ter que disputar a Copa América com esse peso nas costas faz com que aumente a pressão para o jogo.

"Temos um espaço grande até o próximo jogo, mas vivemos de resultado. Se fizermos um grande jogo e conquistarmos um bom resultado, trás maior tranquilidade até a próxima rodada. Por mais que a gente não se preocupe, só com as vitórias as coisas ficam mais fáceis para dar tranquilidade", disse o volante, em entrevista coletiva concedida antes do treino em Viamão, cidade no interior do Rio Grande do Sul, onde a seleção está concentrada para o confronto com os paraguaios.

Acostumado a atuar no futebol europeu, Luiz Gustavo alerta para a necessidade de o time aprender a atuar com uma arbitragem um pouco diferente, onde as faltas são mais difíceis de serem marcadas. "Todos os jogos das Eliminatórias são disputados. Os times optam por bolas longas e duelo de cabeça. Temos de estar preparados para essas dificuldades e não temos que nos preocupar com a tabela porque as Eliminatórias são longas, mas todo ponto é importante."

O Paraguai tem os mesmos oito pontos do Brasil e na última rodada empatou fora de casa com o Equador. Por isso, vencer em Assunção é fundamental para a equipe paraguaia. Assim, as dificuldades para o jogo devem ser ainda maiores.

"Fora de casa a preparação tem que ser a melhor possível. Eles vão fazer de tudo para piorar e dificultar o nosso jogo. Temos que nos concentrar ao máximo. Todo mundo está muito concentrado e temos que jogar juntos, com todos pensando no mesmo objetivo", analisou o volante.

A seleção brasileira treina às 16h no Hotel Vila Ventura, em Viamão, sem a presença da imprensa, que terá acesso ao gramado apenas aos 15 minutos finais. Na atividade, Dunga deve treinar o time para encarar o Paraguai e definir os substitutos de David Luiz e Neymar, ambos suspensos. Marquinhos e Ricardo Oliveira, respectivamente, são os mais cotados.