22°
Máx
17°
Min

Machucado, Gündogan é o primeiro reforço de Guardiola no Manchester City

(Foto: Divulgação)  - Machucado, Gündogan é o primeiro reforço de Guardiola no Manchester City
(Foto: Divulgação)

O técnico Pep Guardiola começa a montar o elenco do Manchester City com a sua cara. Nesta quinta-feira, o clube inglês anunciou a primeira contratação feita sob a tutela do treinador espanhol. É o meia alemão Ilkay Gundogan, de 25 anos, que se destacou com a camisa do Borussia Dortmund. Os valores da transação não foram revelados, mas o jogador tinha só mais um ano de contrato na Alemanha.

A contratação de Gündogan, ausente na Eurocopa por causa de uma lesão no joelho, é uma vitória do City sobre o Barcelona, que também desejava contar com o futebol do meia de origem turca - mas nascido na Alemanha. Veículos de imprensa espanhóis chegaram a noticiar que eles esteve em Barcelona nos últimos dias.

"Estou muito feliz por ter assinado com o Manchester City. Quando eu soube do interesse do City, meu coração dizia para eu vir para a cá e as coisas aconteceram muito rápido. Eu amei minha passagem pelo Borussia Dortmund, e eu gostaria de agradecer o clube e os torcedores pelos cinco anos que eu passei lá", afirmou ele ao site oficial do City.

"Agora eu tenho um novo desafio e ele é atingir grandes coisas com o City. A oportunidade de trabalhar com um técnico como Pep Guardiola é algo que eu realmente aguardo ansiosamente e eu sou agradecido de ser a primeira contratação que o clube fez neste verão", complementou o meia, que assinou contrato de quatro anos.

Gündogan, diversas vezes comparado a Xavi pelo estilo de jogo, surgiu no Bochum, mas teve as primeiras aparições profissionais no Nuremberg. No Borussia, passou cinco anos, marcando o gol de honra da equipe de Dortmund na derrota para o Bayern de Munique na final da Liga dos Campeões em 2013.

O jogador, que fez 157 partidas pelo Borussia e 16 pela Alemanha, porém, tem histórico de lesões. Ele perdeu toda a temporada 2013/14, inclusive a Copa do Mundo daquele ano, por causa de uma lesão nas costas. Gündogan machucou-se no fim de abril e não tem previsão de retorno aos gramados.

Para o Borussia Dortmund, vice-campeão alemão na temporada passada, é a segunda perda expressiva. Antes, o capitão Hummels deixou Dortmund para fechar com o Bayern de Munique.