21°
Máx
17°
Min

Manchester United conquista a Copa da Inglaterra e fatura 1º título pós-Ferguson

Com um jogador a menos, o Manchester United venceu o Crystal Palace por 2 a 1, neste sábado, com um gol marcado no segundo tempo da prorrogação, em Wembley, e se sagrou campeão da Copa da Inglaterra. Este foi o primeiro título da equipe sob o comando do contestado Louis Van Gaal, que assumiu o comando do time em 2014, um anos após a saída de Alex Ferguson, em 2013, que foi sucedido por David Moyes.

Nas semifinais, o Crystal Palace havia batido o Watford por 2 a 1, mesmo placar da vitória do Manchester United sobre o Everton. A final deste sábado, coincidentemente, repetiu a decisão da Copa da Inglaterra de 1990, no primeiro título dos 37 conquistados por Ferguson à frente do clube.

Apesar da conquista, Van Gaal segue ameaçado no cargo ao final de sua segunda temporada. Antes mesmo da decisão, a imprensa inglesa já ventilava rumores de que o Manchester United vai anunciar a contratação do português José Mourinho nos próximos dias.

O JOGO - A primeira etapa começou com certo domínio do Manchester United, mas com poucas chances efetivas de gol criadas. Aos 11, após cobrança de escanteio, Fellaini cabeceou à esquerda do gol. Pouco depois, empurrado pela torcida, o Crystal Palace respondeu com Bolasie, mas De Gea mandou para escanteio. A partida ganhou em velocidade e vontade, mas os times não conseguiram mexer no placar ao fim dos primeiros 45 minutos.

Já a segunda etapa iniciou com o United novamente em cima. Aos sete minutos, Rashford encontrou Fellaini, que mandou uma bomba no travessão. Aos 16, Valencia levantou na medida para Martial, que cabeceou a bola na trave direita.

O Crystal Palace conseguiu segurar a pressão inicial e abriu o placar aos 33 minutos. Puncheon recebeu lançamento em posição legal na ponta esquerda, dominou quase sem ângulo e soltou a perna para fazer explodir a torcida.

Mas a comemoração durou apenas três minutos. Wayne Rooney avançou driblando e fez fila pelos marcadores até chegar à linha de fundo pelo lado direito e cruzar para Fellaini. O belga dominou errado, mas Juan Mata apareceu para bater forte e empatar o jogo para o Manchester United e levar a partida para a prorrogação.

No tempo extra, o United permaneceu com a bola nos pés, enquanto os rivais apostavam nos contra-ataques. Mas o time de Manchester quase colocou tudo a perder no minuto final do primeiro tempo, quando Smalling agarrou as pernas de um adversário, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Mesmo com um jogador a menos, o Manchester United evitou que o título fosse decidido nos pênaltis. Aos seis minutos do segundo tempo da prorrogação, Valencia cruzou para a área, a zaga afastou mal e Lindgard apareceu para chutar de primeira no canto direito e garantir a vitória.