22°
Máx
16°
Min

Mano define Brasileirão como prioridade do Cruzeiro e promete: 'Vamos recuperar'

O técnico Mano Menezes admitiu nesta segunda-feira que a luta para escapar do rebaixamento no Campeonato Brasileiro é a prioridade do Cruzeiro no momento. A dois dias do início do duelo com o Corinthians pelas quartas de final da Copa do Brasil, o treinador falou sobre a situação no Brasileirão e admitiu que dará preferência à competição se for necessário.

"O Cruzeiro tem uma prioridade: continuar na primeira divisão do Brasileiro do ano que vem. Se ao ter que tomar uma decisão, eu tiver que escolher risco para cá ou risco para lá, vamos direcionar mais nossos objetivos. Sempre vamos com a força máxima que pudermos ter no Brasileiro, o que não quer dizer que não queremos ganhar a Copa do Brasil", declarou.

Depois de um bom início de trabalho o Cruzeiro, Mano viu a equipe cair nas últimas rodadas e já acumula quatro partidas consecutivas sem vitória. Com isso, voltou à zona de rebaixamento e ocupa somente a 17.ª colocação, com 30 pontos. Ainda assim, o treinador garante que o time mineiro vai recuperar o bom futebol e fugir da degola.

"Somos um grupo, somos um time. Estou aqui para dizer ao torcedor que vamos recuperar esta condição que deixamos escapar no Brasileiro, se continuarmos jogando e trabalhando com a seriedade que estamos tendo, mantendo a humildade que obrigatoriamente temos que ter e entendendo que o coletivo sempre é a coisa mais importante. Temos o jogo da Copa do Brasil pela frente, depois voltaremos a pensar no jogo do Grêmio, no fim de semana, no qual prioritariamente deveremos estar muito fortes", projetou.

Apesar de definir as prioridades, Mano falou sobre a importância de um bom resultado sobre o Corinthians nesta quarta. "Vencer seria bom, porque mata alguns fantasmas que começam a aparecer, retoma a confiança necessária para os jogadores. Isso só a vitória dá. Nós podemos falar de nível de atuação, de números maravilhosos, podemos falar de qualquer coisa, mas, se a vitória não vem, tudo isso vai se esvaindo, vai sumindo. A gente, quando vence, recupera essa condição de novo, avança um pouco em determinadas afirmações que temos que ter como equipe."