22°
Máx
16°
Min

Maradona coloca Neymar no mesmo nível de Messi e Cristiano Ronaldo

(Foto: Lucas Figueiredo / CBF) - Maradona coloca Neymar no mesmo nível de Messi e Cristiano Ronaldo
(Foto: Lucas Figueiredo / CBF)

Após disputar o "Jogo da Paz", promovido pelo Papa Francisco, em Roma, na quarta-feira, o polêmico Diego Maradona colocou Neymar como um novo concorrente na disputa pela Bola de Ouro, dominada por Cristiano Ronaldo e Lionel Messi desde o ano de 2008.

"Já não são dois, mas três cavalos que correm para ganhar (o prêmio de melhor do mundo). Eu sabia que o Brasil não iria ficar de braços cruzados. Depois de Rivaldo, Ronaldinho e Kaká, aparece este Neymar, que diverte a todos. Encanta-me vê-lo jogar", disse o argentino ao jornal espanhol Marca.

Ex-técnico da seleção argentina e com passagens por Boca Juniors, Napoli e Barcelona como jogador, Maradona destacou a virtude que mais gosta em Neymar: "Dão 200 pontapés e ele segue encarando o zagueiro".

Ainda sobre a briga pelo posto de melhor do mundo, ele acredita que o goleiro Neuer merecia ter ganhado a disputa em 2014, logo após ter vencido a Copa do Mundo. "Eu não sou muito amigo dos goleiros, mas em 2014, com Cristiano Ronaldo, Messi e Neuer finalistas, deveria ganhar o alemão, não Ronaldo. Neuer havia vencido a Copa do Mundo", declarou.

"Mas, voltando à comparação, eu não posso dizer que Messi é mais do que Cristiano ou Messi é melhor do Cristiano. Os dois me encantam e quero eles na minha equipe porque eles sempre dão a cara a bater", complementou Maradona.

Apesar de ter uma relação conturbada com Messi, o campeão mundial em 1986 pediu para os críticos deixarem o camisa 10 em paz. "Eu já disse muitas vezes e me chateia ter que repetir: ele não tem que levantar a taça da Copa do Mundo para ser considerado um fenômeno. Chega disso! Se você não tem personalidade, se não canta o hino... Deixem ele em paz. O menino tem todo o direito de desistir da seleção, como fez no meio do ano. Tudo bem. E, em seguida, os mesmos que o criticaram antes ficam de joelhos para pedir a sua volta. Que história é essa?", reclamou.